A impopularidade das FARC na Colômbia fica uma vez mais provada.

“O partido Farc, que nas eleições legislativas de 2018 estreou nas urnas com um pobre resultado de 55.400 votos para o Senado, também não teve sucesso neste pleito. As Farc não inscreveram candidatos a nenhum dos 32 postos de governador em disputa, apenas 16 – entre eles sete ex-guerrilheiros – a cargos de prefeito, mas não ganhou nenhum.”

O único prefeito eleito, Torres, não teve coragem de candidatar-se pela legenda FARC e preferiu uma aliança de partidos de esquerda formada pelo movimento Colômbia Humana, do senador Gustavo Petro, e a União Patriótica (UP).


E ainda tem midia de esquerda, ou pseudo-centro, acreditando e propagandeando o poderio de fumaça das FARC.

 

Fonte: https://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/efe/2019/10/28/cantor-das-farc-e-1-ex-guerrilheiro-a-ser-eleito-prefeito-na-colombia.htm?cmpid=copiaecola

Deixe uma resposta