Globo publica Ode a Xi: culto, fake ou realidade? Ressurge o Führer?

Agência Xinhua faz apologia de Xi Jinping, retindo o modelo de Hitler

2

O Globo publicou, em 11 novembro, duas páginas patrocinadas pela agência estatal Xinhua, oficial do PCCh. Enaltecimento do PCC, realizações, apologias, culto à personalidade de Xi que nos fazem lembrar os tristes dias do Führer alemão.

As analogias entre nazismo e comunismo estão documentadas nas páginas do Legionário e foram objeto de vários artigos publicados no IPCO. https://ipco.org.br/nazismo-e-fenomeno-de-esquerda-afinidades-doutrinarias-com-o-comunismo-ii/

Agência oficial do PCCh pinta um novo Führer

Vejamos alguns antecedentes … da parceria midia brasileira e PCCh.

Parcerias ou garras na Imprensa brasileira?

“A agência de notícias Xinhua, sob controle do Partido Comunista da China (PCC), e a TV Cultura, ligada ao governo de São Paulo, fecharam um contrato de cooperação. A parceria consiste em um “intercâmbio de informações e, futuramente, de documentários, séries e programas culturais”.

Continua a notícia: “As partes fecharam negócio na segunda-feira 20, com a participação do presidente da Fundação Padre Anchieta (FPA), José Roberto Maluf, o diretor da estatal asiática, Chen Weihua, entre outras autoridades.” https://ipco.org.br/china-pcch-deita-garras-na-cultura-paulista/

“SÃO PAULO – Rede Bandeirantes assina na próxima segunda (11) (novembro de 2019) um acordo de cooperação com o Grupo de Mídia da China, estatal criada no ano passado para reunir alguns dos principais ativos de televisão do país, como a rede aberta CCTV e o canal internacional de notícias CGTN”. https://ipco.org.br/acordo-band-e-china-vai-dando-seus-frutos-amargos-contra-a-soberania-nacional-eduardo-itamaraty-x-embaixador-chines/

Essas são parcerias conhecidas … haverá outras?

A Ode a Xi Jinping publicada em O Globo: idolatria do novo Führer?

A Idolatria dos chefes era peça importante no regime nazista, fascista. Propaganda, culto à personalidade, incondicionalidade — o nazismo chegou a estabelecer os 10 Mandamentos de fidelidade ao Führer.

  • Diz a notícia: “… ter uma história tão longa e um período ininterrupto de governança do Estado como o PCC (…) no Poder da China por 72 anos”.
  • 5 campanhas de educação em todo o Partido (PCCh) para reforçar os ideais e convicções (…) garantir que eles agissem com eficácia e em uníssono (…) Partido tornou-se mais disciplinado, puro e poderoso.
  • O pensamento de Xi sobre o Socialismo com características chinesas (…) foi consagrado no Estatuto do PCCh e na Constituição da China.
  • Nos últimos 9 anos 100 milhões foram retirados da extrema pobreza …
  • O Partido comanda a arma. Ele instou as forças armadas a estarem prontas para o combate.
  • Xi tem estado na vanguarda dos esforços da China para se engajar e contribuir com a comunidade global.
  • Em muitas ocasiões ele (Xi) enfatizou as nações a se tratarem umas às outras com sinceridade…”

Democracia ou Marxismo?

Concordamos, enfaticamente, com a sinceridade do ditador Jinping, no final da publicidade de Xinhua no Globo: "Depois da visita à Exposição Xi e seus colegas fizeram um juramento em frente à bandeira do Partido (...) "Lutarei pelo comunismo pelo resto de minha vida"

Isso, numa linguagem direta, se chama ditadura de Partido único, uma vez que não há eleições livres.

Educação ou expurgos? ou ambos?

O Führer sempre tem razão.

Existe até o Aplicativo que pontua o cidadão na sua aderência aos pensamentos de Jinping.

Após 60 anos de comunismo haviam 100 milhões em extrema pobreza? Quem produziu essa pobreza?

Escondeu as origens, periculosidade e propagação do vírus na China. Impediu investigações de comissões internacionais em Wuhan, silenciou médicos …

Sinceridade para um comunista significa o Partido acima de tudo.

Aí, sim. Xi Jinping estava sendo sincero na sua anti Fé que é a adesão cega ao Marxismo.

“Democracia na China significa que “o povo é o senhor do país”. Este é o significado etimológico de “democracia”, mas como o povo fala e é representado? Na China, respondeu Xi, isso acontece por meio da “direção do Partido”.” https://ipco.org.br/xi-jinping-i-e-ii-democracia-e-a-esquerda-brasileira/

***

Repressão e chacina de estudantes, 1989, Praça da Paz Celestial, Pequim

Por que o silêncio sobre os milhões de mortos pelo comunismo chinês? Xi Jinping repudiou esse massacre? Por que o silêncio sobre a a chacina de estudantes, na Praça da Paz Celestial, em 1989?

Onde estão as fotos de Jinping andando nas ruas e aclamado pela população? Silêncio…

Perspicácia, bom senso não faltam ao brasileiro. Duas páginas de publicidade da agência oficial do PCCh, em O Globo, com dezenas de repetições do nome de Jinping — quase cada parágrafo padece desse defeito — uma apologia desenfreada do atual comandante do PCCh mostram que a Diplomacia e sutileza morreram ou nunca existiram na mentalidade comunista.

O silêncio sobre os campos de concentração (eufemisticamente chamados de reeducação) de Xinjiang, a perseguição religiosa, a violação dos direitos humanos, a Lei de Segurança Nacional de Hong Kong, a intimidação de Taiwan, as ilhas artificiais militarizadas, o roubo de tecnologia de ponta nos EUA, o suborno de cientistas, a exploração de países pobres na chamada Nova Rota da Seda … são pontos “esquecidos” na apologia de Jinping publicada pela Xinhua.

“Esquecidos” pela Xinhua … mas do conhecimento de todos nós. Será que a atual diplomacia comunista chinesa não percebe isso?

A idolatria de um novo Hitler não é bem vinda … em nenhum País livre.

***

Somos um país rico em agropecuária, em minerais, em rios, em florestas. Como afirmou o ministro Gilson Machado, em cada 5 pratos de alimentos o Brasil concorre com um deles.

Saibamos manter nossa soberania, nossa independência e negociar de uma posição de superioridade: diplomacia e comércio com firmeza.

Fonte: O Globo, 11 de novembro de 2021.

2 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta