O segundo país mais populoso da Terra — e também o segundo maior mercado sem fio — coloca sinal vermelho para a 5G de procedência chinesa.

No Brasil, temos o governador Doria e governadores-interventores petistas como defensores das garras do PCCh em nossa Pátria. Alerta, PCCh é agenda de esquerda e do falso Centrão.

“A Huawei Technologies Co. e a ZTE Corp. da China devem ser mantidas fora dos planos da Índia de lançar suas redes 5G, já que as relações entre os dois países atingiram seu ponto mais baixo em quatro décadas após confrontos mortais na fronteira.”

Novas regras de investimento, alteradas em 23 de julho, refletem preocupações com a segurança nacional para restringir licitantes de nações com as quais compartilha fronteiras terrestres.

Outras opções para 5G

“O Ministério das Comunicações vai reiniciar as discussões pendentes sobre as aprovações para testes 5G por empresas privadas, incluindo Bharti Airtel Ltd., Reliance Jio Infocomm Ltd. e Vodafone Idea Ltd., que foram adiadas pelo bloqueio nacional, disseram” as fontes.

A “Reliance pode ser um sério desafio para a Huawei no segundo maior mercado sem fio do mundo, depois que o bilionário indiano Mukesh Ambani em 15 de julho anunciou planos para lançar em breve uma rede 5G para sua Jio Infocomm usando uma tecnologia desenvolvida internamente, sem dar detalhes.”

EUA, Reino Unido, Austrália já levantaram bandeiras vermelhas à China

“A decisão da Índia ecoa ações dos EUA, Reino Unido e Austrália, que levantaram bandeiras vermelhas sobre as ligações das empresas com o governo chinês. A Comissão Federal de Comunicações dos EUA declarou oficialmente ameaças à segurança nacional de ambas as empresas.”

“O processo de leilão 5G pode se estender até o ano que vem, de acordo com as autoridades. A decisão sobre a proibição deve ser anunciada em uma ou duas semanas após a aprovação do gabinete do primeiro-ministro.”

***

A Índia já baniu dezenas de aplicativos chineses como BiteDance, TikTok

“Embora a Índia tenha permitido que a Huawei participasse de seus testes 5G no início deste ano, sua posição contra as empresas chinesas endureceu após as ações da China ao longo de sua fronteira disputada no início de maio. O impasse militar, que se tornou mortal em junho, matando 20 soldados indianos e um número desconhecido de soldados chineses, está agora em seu quarto mês.

“No final de junho, a Índia baniu o serviço de vídeo curto viral da ByteDance Ltd., TikTok, e dezenas de outros aplicativos chineses, citando ameaças à sua soberania e segurança.”

***

Nosso site já colocou em evidência que o combalido “gigante” midiático dá sinais de exaustão. Tudo muito simples: edificado sobre princípios marxistas-leninistas que negam todo o embasamento da Lei Natural — se não fosse a pressão dos EUA, na era Nixon (1972), com o Acordo de Xangai, jamais teria a ditadura de Mao se industrializado. Na segunda metade do século XX o Mundo Livre despejou tecnologia, know how, dólares na China.

Grandes nações como Austrália Reino Unido, EUA se erguem com denúncias de espionagem, roubo de propriedade intelectual, suborno de cientistas em favor da hidra vermelha.

É tempo do Brasil também acordar: Huawei 5G, ZTE go home! Somos a Terra de Santa Cruz para grandeza dos povos livres.

Fonte: https://asianews.press/2020/08/14/chinas-huawei-zte-face-india-5g-network-exclusion/

Deixe uma resposta