Indignação contra a farsa dos “indignados”

Caro leitor, vale a pena ver o vídeo abaixo e veja  para onde estão caminhando os tais manifestantes “INDIGNADOS”.

.

Houve manifestações “espontâneas” desses indignados (como dizem articulistas da Globo, de “O Estado de S. Paulo” e outros jornais), em quase todas as partes do mundo. Notícias que andaram circulando, e que depois foram desmentidas, diziam que o grande financiador desse movimento mundial é o Dr. Soros, arquimilionário mundialmente conhecido de todos.

Indignados destroem imagem de Nossa Senhora em Roma
Indignados destroem imagem de Nossa Senhora em Roma

De fato, manifestações dessas têm que ter uma “espontaneidade” muito bem organizada. E muito bem financiada. É o que se pode deduzir do depoimento de Vanessa Zettler, jovem manifestante brasileira do movimento “Ocupe Wall Street” em Nova York.

Foi publicado pela “Folha de S. Paulo” do dia 12/10 p.p.: “O comitê de comida oferece alimentação de graça (…) As pessoas que doam alimento e dinheiro são as que (…) não podem estar aqui“.

Bem curioso, não? Talvez a nossa compatriota tenha sido sincera demais. Por que não podem “estar aqui”? Porque não podem aparecer? Então o que está sendo escondido de nós nessas manifestações. É mais um enigma que fica no ar, à espera de explicação.

Agora, com o clipp do que aconteceu na Itália, eles se desmascararam, ao quebrarem imagens de Nossa Senhora, crucifixos etc. nos seus atos vandálicos. As aspirações comunistas e anarquistas dos organizadores do Fórum de São Paulo não estão tão distantes dessas manifestações.

É a velha esquerda que tenta sair da tumba, depois da depressão da queda do Muro de Berlim. Só que agora vai se mostrando mais virulenta do que nunca, já que ninguém mais vai na sua onda. Então é preciso fazer barulho, para tentar galvanizar.

Logo eles, que deveriam ser o alvo da nossa INDIGNAÇÃO. Todo o mundo está realmente FARTO do que essa mesma esquerda tem feito, a começar pelos expoentes da política brasileira que estão no cume do poder, passando pelos políticos da Pan-Europa e terminando na política ambígua de Obama, que habilidosamente favorece o que parece atacar.

E agora, num golpe de mágica, os que deveriam ser objeto da verdadeira indignação estão se apresentando como “indignados”…

É outra farsa da esquerda e dos esquerdistas que aparece no horizonte.

É bom negócio tomar a bandeira que deveria ser levantada contra eles, por terem criado no mundo a situação de absurdo, corrupção e desordem na qual vivemos.
Assim canalizam velhacamente o DESCONTENTAMENTO cujos responsáveis foram eles mesmos.

Bom, não poderia faltar alguns bispos conhecidamente esquerdistas que já estão apoiando esse movimento. Não vou citar nenhum, basta ler os jornais.

Em 1990, quando caiu o Muro de Berlim e o mundo se deu conta (tarde demais) do horror do regime comunista, o Prof. Plinio Corrêa de Oliveira, enquanto presidente do Conselho Nacional da TFP, levantou a bandeira da verdadeira INDIGNAÇÃO.

É manifesto que se encontra no site pliniocorreadeoliveira.info, publicado em vários jornais do País e também no Exterior.

Convido-o, leitor, a ver com atenção o manifesto, que em sua época teve muita repercussão no mundo inteiro.
Apesar de ter sido publicado há vinte anos, é mais atual do que nunca.

Tire bom proveito dele. E algumas lições para analisar o que estamos começando a presenciar.