LifeSiteNews elogia discurso de Bolsonaro na ONU

0


Uma análise objetiva, detalhada e não preconceituosa ao discurso do presidente Bolsonaro, na abertura da Assembleia da ONU é feita por LifeSiteNews. Discordando da midia de esquerda o Site destaca a defesa dos valores morais, a oposição ao passaporte sanitário, a defesa da autonomia médica, o tratamento precoce da covid-19.

“NOVA YORK (LifeSiteNews) – O presidente brasileiro Jair Bolsonaro disse à Assembleia Geral da ONU na terça-feira que se opõe a passaportes de vacinas, mandatos de vacinas e qualquer coerção que impeça a liberdade médica. “O Brasil tem um presidente que acredita em Deus, respeita a Constituição e valoriza a lealdade à família. A credibilidade do Brasil se recuperou no mundo ”, afirmou Bolsonaro na sala dos delegados. “Desde o início da pandemia, apoiamos a autonomia profissional do médico na busca por medidas de tratamento precoces, em linha com as recomendações do Conselho Federal de Medicina do Brasil.””

“Bolsonaro, que não foi vacinado, decidiu adotar uma abordagem que apoia a liberdade de escolha para médicos e cidadãos, enquanto muitos outros países implementaram sistemas rígidos de passaporte de vacina, protocolos de tratamento rígidos e outras formas de coerção relacionadas ao COVID.”

Contra a ditadura da vacinação em massa

O comentário do presidente sobre a manutenção da “autonomia profissional” para os médicos se destaca quando comparado ao recente anúncio de três grandes conselhos médicos americanos, que disseram apoiar a revogação ou suspensão das licenças médicas para médicos que não cumpram a narrativa da vacinação em massa.

“Apoiamos os esforços de vacinação”, disse Bolsonaro. “Desde novembro, todos que queriam tomar a vacina foram atendidos”, mas “nosso governo tem uma posição clara contra os mandatos de vacinação ou passaportes de saúde”.

Além disso, Bolsonaro deixou claro em seu discurso que incluído em sua garantia de “autonomia” está a promessa de que os médicos, juntamente com o consentimento de seus pacientes, serão os únicos fatores na determinação de quais tratamentos podem e serão usados ​​durante o tratamento de uma doença.

“Respeito, em todas as circunstâncias, a relação médico-paciente no que diz respeito aos medicamentos a serem usados ​​[no tratamento da COVID], em particular, o uso [de um medicamento] fora do uso indicado no rótulo”, disse Bolsonaro. “Não entendemos [por que] alguns países têm grande parte da mídia contrária a esse tipo de tratamento, [mas] a história e a ciência vão julgá-los”.

A ivermectina é uma das drogas que tem sido ridicularizada na mídia

Continua a notícia: “A Organização Mundial da Saúde e outros grupos também se opuseram à promoção ou recomendação do medicamento, apesar das evidências científicas que apontam para sua eficácia na redução da mortalidade, bem como na minimização do risco de uma pessoa contrair COVID quando usado preventivamente.

O Dr. Joseph Mercola, um médico líder em tratamentos alternativos de COVID, disse que “a OMS recebe uma parte significativa de seu financiamento de interesses privados de vacinas. ”

“A Fundação Bill & Melinda Gates é o segundo maior financiador da OMS depois dos Estados Unidos, e a Aliança GAVI, também de propriedade de Gates, é o quarto maior doador”, acrescentou Mercola. “A GAVI Alliance existe apenas para promover e lucrar com vacinas e, por vários anos, o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, atuou no conselho de diretores da GAVI.”

“Bolsonaro é o segundo líder mundial nesta semana a se opor à coerção da vacina e condenar a manipulação da mídia em torno da crise do coronavírus.

***

Uma análise sem paixão, sem preconceitos, objetiva. Esse seria o estado de normalidade da midia se não houvesse um interesse ideológico totalitário de esquerda que, cada vez mais, se torna manifesto nessa condução da Pandemia.

Nossa Senhora Aparecida proteja o Brasil em sua missão de iluminar, influenciar, incentivar os Valores Morais no Novo Mundo.

Fonte: Brazil’s president condemns vaccine passports, suppression of early COVID treatments – LifeSite (lifesitenews.com)

Deixe uma resposta