Maricopa (Arizona) substituirá máquinas de votação após auditoria

0

As autoridades do condado de Maricopa, Arizona, anunciaram que substituirão todas as máquinas de votação após uma auditoria ordenada pelo Senado dos resultados das eleições de 2020 do condado.

Lá e Cá a mesma preocupação com a integridade eleitoral; esquerda se opõe à auditoria

Além das máquinas, os auditores, liderados por Cyber ​​Ninjas, começaram a revisar cerca de 2,1 milhões de cédulas no Veterans Memorial Coliseum de Phoenix há várias semanas. Queremos integridade eleitoral, confiança do eleitor no resultado das urnas.

Integridade e segurança das máquinas Dominion

“O Conselho de Supervisores do Condado de Maricopa, que supervisiona as eleições no condado, emitiu uma resposta a uma carta enviada pela Secretária de Estado do Arizona, Katie Hobbs, dizendo que o condado “compartilha [suas] preocupações” de que a integridade e segurança das máquinas dos Sistemas de Votação Dominion e cédulas podem ter sido comprometidas durante a auditoria.”

“Assim, escrevo para notificá-lo de que o condado de Maricopa não usará o equipamento eleitoral intimado em qualquer eleição futura”, dizia a carta, datada de segunda-feira. E em um comunicado à imprensa, o condado se comprometeu a “nunca usar equipamentos que possam representar um risco para eleições livres e justas”, sugerindo que os auditores podem ter comprometido as máquinas.

Após o anúncio do condado de Maricopa, vários republicanos elogiaram a mudança para acabar com as máquinas – mas não pelos motivos apresentados por Hobbs ou pelos funcionários do condado.

“Chega de máquinas”, escreveu a senadora estadual republicana Wendy Rogers no Twitter, alegando em outro tweet que as máquinas são facilmente comprometidas. “Volte ao jeito antigo”, ela também escreveu em concordância com um tuíte emitido pela senadora estadual do Partido Republicano Kelly Townsend.

Auditoria examina resultado eleitoral de 2020

Na semana passada, a equipe que supervisiona a auditoria anunciou que o exame do papel e a contagem das cédulas foram concluídos. A líder da maioria no Senado, Karen Fann, uma republicana, disse ao Epoch Times no fim de semana que a equipe se reunirá nos próximos dias e “formulará um plano e cronograma avançando”, com outras autoridades sugerindo que a auditoria pode ser concluída até o final do verão.

Hobbs e os republicanos do Senado estão indo e voltando em uma guerra de palavras desde que a auditoria foi proposta no início deste ano, com o secretário de estado caracterizando-a como uma operação partidária destinada a suprimir eleitores e alegou que os auditores operaram com segurança frouxa.

Cá e lá a esquerda é contra a integridade eleitoral e urnas auditáveis

Mas os republicanos contestaram as afirmações de Hobbs e de outros democratas de que a auditoria não está sendo feita de maneira segura ou profissional. Fann e outros senadores republicanos disseram que a auditoria é necessária para restaurar a confiança do público nos sistemas eleitorais do estado.

Alexander Kolodin, advogado que representa o Arizona GOP, disse à NTD que acredita que a auditoria descobrirá irregularidades.

“Algo deu errado”, disse ele em 15 de junho, “porque algo deu errado em todas as eleições”.

Enquanto isso, se uma auditoria revelar fraude, então haverá um encaminhamento para as autoridades policiais, Fann e outros senadores disseram anteriormente. E se a fraude for revelada, de acordo com ela, eles se concentrarão em aprovar leis para corrigir quaisquer falhas de segurança.

***

Cá e lá é o mesmo sistema das esquerda e do falso Centrão a fim de impedir urnas auditáveis, integridade eleitoral. Caiu por terra o sofisma do presidente do TSE de que voto auditável seria “retrocesso” já que nossa sistema data de 25 anos … e a tecnologia progrediu vertiginosamente. Na realidade as urnas eletrônicas brasileiras até do ponto de vista tecnológico estão ultrapassadas.

Fonte: Arizona’s Maricopa County Will Replace All Voting Machines After Audit (theepochtimes.com)

O Senado estadual do Arizona entregou as máquinas do Dominion aos auditores para determinar se algum dos equipamentos foi comprometido, usando uma intimação legislativa emitida em abril para apreender nove máquinas de tabulação e 385 tabuladores de distrito. A Dominion negou categoricamente as alegações de que suas máquinas tiveram problemas em Maricopa.

Deixe uma resposta