Destaques


1 – VENEZUELA E NICARÁGUA: CARTA DE 20 EX CHEFES DE ESTADO E GOVERNO MOSTRAM O EQUÍVOCO DO PAPA FRANCISCO
2 – ASSEMBLEIA NACIONAL VENEZUELA DECLARA ILEGÍTIMO O SEGUNDO MANDATO DE MADURO
3 – CHINA AMEAÇA TAIWAN, SE PRECISO USAR A FORÇA
4 – CORREA ACUSADO DE SUPERFATURAMENTOS BILIONÁRIOS NO EQUADOR

Para alternar entre os tópicos, utilize os botões “Anterior” e “Próximo” abaixo:

1Venezuela e Nicarágua: carta de 20 ex chefes de Estado e Governo mostram o equívoco do Papa Francisco

Papa Francisco dá benção ao ditador socialista Maduro

“Nós, os signatários, como ex-chefes de Estado e de Governo (…) e como tal estamos escrevendo a Vós a propósito de sua recente mensagem de Natal, em que chama “a concordância” para os povos de ambas as nações (Venezuela e Nicarágua).

“Como expressamos à Sua Santidade em uma carta anterior, sabemos de sua preocupação pelo sofrimento que hoje, sem distinção, sofrem todos os venezuelanos e agora os nicaraguenses. Os primeiros são vítimas de opressão por uma narco-ditadura militarizada que não hesitam em violar sistematicamente os direitos à vida, à liberdade e integridade pessoal e também por causa de suas políticas públicas deliberadas e evidente corrupção que escandaliza o mundo, submetendo-os a condições de fome generalizada e falta de medicamentos. Os segundos, no meio do ano, foram vítimas de uma onda de repressão que deixou quase 300 mortos e cerca de 2.500 feridos”.

* * *

Essa oportuna Carta poderia ter ido mais a fundo na causa afirmando que a situação da Venezuela e Nicarágua é fruto necessário do socialismo.

Em boa hora o Brasil livrou-se da ditadura petista, — que segundo José Dirceu – tinha em vista a tomada do poder (para sempre).

Fonte: https://www.abc.es/sociedad/abci-expresidentes-latinoamericanos-reprochan-papa-llame-concordia-venezuela-y-nicaragua-201901051255_noticia.html

2Assembleia Nacional Venezuela declara ilegítimo o segundo mandato de Maduro

O novo presidente da Assembleia Nacional Venezuelana Juan Guaidó.

Elnuevoherald.com, Fabiola Sánchez, AP, 5 de janeiro: “A Assembleia Nacional Venezuelana, de maioria opositora, declarou sábado (5) a ilegitimidade do presidente Nicolás Maduro a poucos dias do início de seu segundo mandato”.

O Grupo de Lima, do qual integram 14 países da região, (incluindo o Brasil) “pediu a Maduro que não assuma em 10 de janeiro o segundo mandato e transfira o poder à Assembleia Nacional até que se convoquem novas eleições”.

A ilegitimidade foi anunciada pelo “novo chefe do Congresso, Juan Guaidó, que ratificou, durante o início das sessões o repúdio do corpo legislativo às eleições presidenciais de maio passado” no qual “estiveram presentes mais de 20 diplomatas, entre eles o encarregado de negócios da embaixada dos Estados Unidos em Caracas e representantes dos governos da França, Alemanha, Itália, Brasil, Japão e Colômbia entre outros”.

* * *

As eleições de maio de 2017, sem observadores internacionais independentes, foram contestadas pela oposição, e pela comunidade internacional com altíssimo índice de abstenção.

E o PT ainda dizia que as eleições no Brasil, sem Lula, é fraude!

Fonte: https://www.elnuevoherald.com/noticias/mundo/america-latina/venezuela-es/article223969280.html

3China ameaça Taiwan, se preciso usar a força

Presidente de Taiwan Taiwan Tsai Ing-wen

TAIPEI (Reuters), 5 de janeiro – “A presidente de Taiwan, Tsai Ing-wen, pediu no sábado apoio internacional para defender a democracia e o estilo de vida da ilha autogovernada diante das novas ameaças da China”.

“Se a comunidade internacional não apoiasse um país democrático que estivesse sob ameaça, “poderíamos ter que perguntar qual país seria o próximo?” Tsai acrescentou”.

“O presidente Xi disse na quarta-feira que a China reserva o direito de usar a força para trazer Taiwan sob seu controle, mas se esforçará para alcançar uma “reunificação” pacífica com a ilha.

“Em resposta, Tsai disse que a ilha não aceitaria um arranjo político de “um país, dois sistemas” com a China, ao mesmo tempo em que enfatizava que todas as negociações entre os dois países precisavam ser realizadas em bases de governo a governo.

* * *

“Um País, dois sistemas” – quem vai acreditar nessa balela da China comunista?

Basta recordar o “acordo provisório” com o Vaticano do qual resultou um aumento de perseguição aos católicos fiéis a Roma, destruição de igrejas e cruzes.

(Reportagem de Yimou Lee; Edição de Anne Marie Roantree e Jacqueline Wong)

Fonte: https://www.yahoo.com/news/taiwan-president-vows-defend-democracy-way-life-033756970.html

4Correa acusado de superfaturamentos bilionários no Equador

Rafael Correa denunciado por corrupção.

Notícias UOL, 4 de janeiro, informa que o “Equador apresentou nesta sexta-feira (4) denúncias contra o governo do ex-presidente Rafael Correa (2007-2017) por suspeita de superfaturamento de pelo menos 2,45 bilhões de dólares na área petroleira, auditada com o apoio da ONU. A “Avaliação da ONU confirma o sobrepreço e irregularidades em cinco projetos petroleiros do regime anterior”, afirmou pelo Twitter o presidente Lenín Moreno, ex-aliado e ex-vice-presidente de Correa entre 2007 e 2013”.

“Cinco ex-funcionários de Correa já foram julgados por corrupção, como o ex-vice-presidente Jorge Glas, condenado em primeira instância a seis anos de prisão por receber 13,5 milhões de propinas da brasileira Odebrecht”.

“Correa, que desde 2017 mora na Bélgica” é “considerado fugitivo pela Justiça nacional”.

* * *

Nós, brasileiros, temos a experiência dos governos Lula e Dilma e o envolvimento de grandes construtoras no processo de superfaturamento de obras.

Mesmo esquema internacional de propinas a serviço da perpetuação da esquerda no poder.

Fonte: https://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/afp/2019/01/04/equador-denuncia-governo-de-correa-por-superfaturamentos-bilionarios.htm

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here