Usar da crise para avançar a agenda pró aborto.

“O governo dos EUA chamou a promoção do aborto pelo Secretário-Geral durante a pandemia do COVID-19 como “uso indesculpável de uma crise para avançar uma agenda política que não goza de consenso dos Estados Membros, que é controversa e contraria as políticas dos EUA”.

“A declaração dos EUA ao Conselho Econômico e Social da ONU é a mais recente salva de uma troca contínua entre o governo dos EUA e o sistema da ONU sobre o aborto desde o início da pandemia do COVID-19.

ONU destina 7 bilhões à pandemia e inclui o aborto

“O administrador interino da Agência dos EUA para o Desenvolvimento Internacional, John Barsa, iniciou a troca com uma carta de palavras fortes ao Secretário-Geral da ONU criticando o apelo do Secretário-Geral da ONU por US $ 7 bilhões em ajuda à pandemia do COVID-19, conhecida como “a Plano Global de Resposta Humanitária da ONU “, por incluir o aborto como um” serviço essencial “.

“O governo dos EUA bloqueou uma resolução que incluiria “saúde sexual e reprodutiva” como uma “necessidade humanitária básica” no trabalho das agências da ONU em situações de emergência, incluindo a pandemia do COVID-19.

Devido ao fechamento contínuo da sede da ONU durante a pandemia, as resoluções da ONU só podem ser adotadas por consenso unânime. O governo dos EUA disse que não podia aceitar linguagem ambígua sobre “saúde sexual e reprodutiva”. O termo tem sido usado por agências da ONU para promover o aborto.”

***

Em boa hora também o Brasil defende os Valores Morais e não reconhece nessa ambígua expressão “saúde sexual e reprodutiva” a inclusão do aborto. Nossas Casas Legislativas adiam para não se sabe quando as “Pautas Morais” apesar da vontade popular ser pró Valores familiares.

Assim é a esquerda: a ONU, como também tentou no Brasil a chamada Nota Técnica https://ipco.org.br/aproveitando-a-pandemia-e-priorizando-o-aborto-colaboracao-da-opas-oms-e-do-ministerio-da-saude/ introduzir o aborto como prioridade nessa pandemia. Felizmente, a equipe foi demitida.

Fonte: https://www.lifesitenews.com/news/trump-admin-calls-out-un-secretary-general-for-promoting-abortion-during-covid

Deixe uma resposta