Na Bélgica, paróquia vira mesquita
Na Bélgica, paróquia vira mesquita

A igreja paroquial de Gilly, na Bélgica, virou mesquita todas as sextas-feiras – dia sagrado dos muçulmanos – por iniciativa do pároco, Pe. Henry Rémy, 89, informou o site da Union des Nations de l’Europe Chrétienne.

Da torre, o muezim convoca os islâmicos. Tapetes rituais são instalados na nave central e a pregação do alcorão é feita em árabe.

As imagens santas e todo símbolo cristão são cobertos “para não ofender os novos fiéis”. Para o imã e seus adeptos, trata-se de “representações idolátricas”.

O bispo diocesano, D. Guy Harpigny, diz que isso não compromete o templo e que ele não pode fazer nada.

Por sua vez, o pároco afirma que é bom para “o diálogo, a oração e a comunhão entre as comunidades religiosas da cidade”. E explica

Pároco diz que Alá e Deus são a mesma coisa.
Pároco diz que Alá e Deus são a mesma coisa.

falsamente que “os dois rezam ao mesmo deus, só que de modo diferente. Agora temos que promover o diálogo”.

O catolicismo belga foi muito trabalhado pela esquerda religiosa desde os tempos da Ação Católica, passando depois pela crise pós-conciliar.

Agora abre as portas das igrejas esvaziadas de clero e fiéis a inimigos do catolicismo que querem extinguir toda influência de Jesus Cristo no país.