Partido que defende a pedofilia foi aceito oficialmente – Isso ninguém diz…

Nilo Fujimoto

Muito oportuno recordar a total falta de reação dessas mesmas forças políticas e mediáticas, que agora investem implacavelmente contra a Igreja, no episódio do partido político pró pedofilia fundado na Holanda em 2006.

O Partido Caridade, Liberdade e Diversidade (NVD, na sigla em holandês) não teve dificuldade para se instalar. Um tribunal de Haia assim se pronunciou: “não pode ser proibido, já que tem o mesmo direito de existir que qualquer outro grupo”.

Destacamos a abnegada atuação do Pe. Di Noto contra esse famigerado partido, que felizmente acaba de fechar por falta de apoio popular.

Mas convém ressaltar que as mesmas forças farisaicas que agora procuram, com lupa, localizar e hiperdimencionar casos  envolvendo maus clérigos, não moveram uma palha contra o tal partido que funcionou durante  quatro anos.