João Pessoa-PB, 20 de Janeiro de 2011.

A Caravana Terra de Santa Cruz já está passando pelo 5º estado! Depois da Bahia, Pernambuco, Ceará e Rio Grande do Norte, adentramos o estado da Paraíba. O calor intenso é análogo ao calor do povo, muito vivo, esperto e manifestativo. Já mostramos muitos vídeos do apoio da população. São mais do que 90% dos casos, sendo que vários e vários ainda não publicamos, pois o tempo ainda não permitiu. Mas hoje quero apresentar um vídeo diferente. É a entrevista com um rapaz que estava passando por Fortaleza-CE, cujas idéias se assemelham muito ao conjunto do PNDH-3. Se alguém o apelidasse de “PNDH-3”, eu seria tentado a concordar… Confesso que tenho pena dele, e por ele rezo. Após assistir o vídeo, o leitor entenderá por que digo isso. Sobretudo rezo pelo Brasil, e comigo os jovens voluntários. A maioria da população não conhece o PNDH, e quando conhece, é contra. Por que o Governo quer lançar nosso País nesse pulo no escuro? Atenciosamente Daniel Martins – Coordenador da Caravana PS: Faça seu generoso donativo para que a Caravana alcance a ousada meta de 6.000Km no Nordeste. Doe um tanque de combustível para um dos 5 veículos, clicando aqui.

67 COMENTÁRIOS

  1. @Dámas
    Santa igreja queimou muita gente, e hoje o povo quer queimar a igreja que engraçado em, não sou preconceituoso, e sei que meus filhos vão ter contato com homossexuais, e sei que eles não vão se acabar, e sei que o Brasil e o mundo estão se decaído, isso de homossexualismo não é conquista e sim sinal de derrota estou sinete que isso não acaba por aqui, podemos ver os dados, a pedofilia cresce ate mesmo os padres estão caídos nessa aberração, a criminalidade cresce, os roubos crescem o trafico cresce, com efeito a tal liberdade do homossexualismo já podemos ver a decadência do Brasil, macha para libera a maconha, qual será a próxima do jeito que o mundo está indo aposta que vai ser para libera o roubo para quem está desempregado, HOMOSSEXUALISMO NÃO É EVOLUÇÃO E SIM REVOLTA FINACIADO PELO DIABO.
    Entre dois mil anos de existência, teve um período que muitos sofrerão com as santas inquisições, isso foram um período de conflito dentro e fora da igreja, muitos sacerdotes querendo seu bem e indo contra a vontade de Deus, mas hoje graças a Deus demos a volta por cima e quem está vivendo a vontade de Deus está vendo muitos se entregara pratica e obra do Diabo.
    ISSSO TUDO É OBRA DO ENCARDIDO PODE ME RESPONDER COM SUAS MENSSAGENS CRITICANDO A MILHA RELIGIÃO NÃO VOU DICUTIR COM VOCÊS POR QUE EU SEI QUE POR TRAS DE TUDO A MINHA LUTA NÃO É CONTRA HOMENS DE CARNE.

  2. “O país que mais matam homossexuais é o maior país católico do mundo: Brasil.”
    O meu Pai tanta falta de informação, nós católico tivemos maior numero de voto no protesto contra a Lei que punia com a morte a pratica do homossexualismo em Uganda, somo a favor da vida, mas a vida em Crist, mas a respeito da sua frase te falo algo a mais a onde tem servo de Cristo o mal não tem força, quem mata os homens sexuais no Brasil não são os católicos e sim seus próprios parceiros, gangues de rua ou de alguma denominação anti Cristo e para seu conhecimento senhorita Ana, esses grupo que anda matando homossexuais são Anti Cristo,para você a tamanha aberração da pratica dos homossexuais, nós católicos busca a salvação do ser em vida aqui na terra, mas quem vive no mal no mal é tirado a sua vida com as mãos do próprio mal.
    Finalizando a pratica do homossexualismo é se entregar ao inimigo de Deus, então está sujeito a perde a sua vida por que ela está no mal e quem é do mal do mal pertence.
    Se converta em quanto a tempo, PAZ DE JESUS E O AMOR DE MARIA ESTEJA COM TIGO.

  3. @Ana Carolina Linhares Costa
    Senhorita Ana, perdoe-me a intromissão na discussão de vocês…
    É que eu tenho dúvidas com relação ao cristo que você prega: Se Cristo era – como diz a senhorita – a contra cultura, a subversão a autoridades vigentes, um revolucionário, por que é que o povo judeu revoltado contra os romanos escolheu soltar justo o Barrabás ao invés de Jesus(Mc 15:12-13)? Por que Jesus oferece seu sangue e seu corpo para que as pessoas tenham a vida eterna(Jo 6: 54), e o que isso tem haver com sistema, governos, política, cultura, ou seja lá o que for mundano?
    Se Cristo é tão despojado, como explicar o primeiro capítulo da epístola aos Colossenses, principalmente o versículo 16?
    Em suma como conciliar o JC que você prega com o JC pregado por Mateus, Lucas, Marcos, João, Pedro, Paulo, os patrísticos, e toda a tradição bimilenar?
    Faz mais sentido que o Cristo da tradição seja um revolucionário, ou o próprio Deus que se faz homem(Cl 1:15) e o criador da Igreja que tanta gente persegue ou já perseguiu(Mt 16:18, Gl 1:13)?
    Lembrando que o Antigo Testamento também ajuda-nos a saber quem é Cristo(Jo 5:39).
    Não sou teu inimigo, e nem te julgo, quero apenas conversar contigo pois acredito que a senhorita defende energicamente seus pontos de vista, mas os mesmos carecem de bases bíblicas, mesmo você insistindo em citar versículos bíblicos.

  4. Nosso Senhor Jesus Cristo “era a contracultura”?!

    Não fosse a blasfêmia, seria motivo de riso…
    _____________________________________

    “O país que mais mata homossexuais é o maior país católico do mundo: Brasil”…

    O sr. Mahmoud Ahmadinejad agradece.

  5. @José Lorêdo de Souza Filho
    Senhor Lôredo, agradeço as deliciosas gargalhadas que o senhor me proporcionou… não manipulo suas palavras como vocês manipulam as palavras de Deus, mas, talvez, com esta convivência, me aperfeiçoe nesta arte. A verdade está aí, para quem quiser ver, seus estandartes dourados não a obstruirão… e espero que seu sentimento de superioridade em relação as mulheres e a qualquer pessoa que discorde do seu ponto de vista não atrapalhe sua trajetória pelo planeta… suas argumentações, são, sim, falhas e contraditórias pois a veracidade dos fatos que relatei é irrefutável. Dizer que o governo dos militares foi benéfico ao país é das maiores sandices que já ouvi alguém dizer, dentre outras tantas sandices que o senhor quis proclamar como “divinas”, “sagradas” ou qualquer outra coisa que as eleve ao patamar de indiscutíveis… Seu português rebuscado não me impressiona nem intimida… prova maior disso é que o senhor simplesmente não tem o que dizer em relação à grande maioria de verdades que aqui relatei. Defendo a vida, o ser humano, a harmonia. Vocês defendem a guerra, o militarismo, o preconceito, o capital, a propriedade se auto intitulando representantes Dele. Quanto a denominação “fariseu” a que o senhor me intitulou, com toda verdade do meu coração lhe digo: na minha opinião o senhor é um “religioso aparente” (que defende a pena de morte, julga o próximo, favorece o conceito de superior e inferior entre irmãos dentre tantas outras pérolas que o senhor soltou…)muito mais “aparente” do que eu…Finalizo com palavras verdadeiramente Dele e em seu contexto real: “… NÃO TOQUES A TROMBETA DIANTE DE TI, COMO FAZEM OS HIPÓCRITAS[…] E NAS RUAS, PARA SEREM LOUVADOS PELOS HOMENS. EM VERDADE EU VOS DIGO: JÁ RECEBERAM SUA RECOMPENSA. QUANDO DERES ESMOLA, QUE TUA MÃO ESQUERDA NÃO SAIBA O QUE FAZ A DIREITA. ASSIM, A TUA ESMOLA SE FARÁ SEGREDO; E TEU PAI, QUE VÊ O ESCONDIDO, RECOMPENSAR-TE-Á.”

    E sinceramente acredito que se estivesse o senhor presente na época da crucificação de Cristo, estaria com sua pedra em punho para apedrejá-lo pois, àquela altura, ele representava verdades que ninguém queria aceitar… Ele era a contra-cultura, Ele era a subversão para as autoridades vigentes, Ele representou uma mudança de comportamento, Ele pregou a humildade, coisa que nem o senhor e nem ninguém desta “frente” demonstraram ter em momento algum.

    Paz.

  6. Caro sr. Arnaldo de Sá Gomes,

    Esse é o problema. Essa gente é impermeável aos fatos mais óbvios. Ninguém duvida que deve ser difícil a uma pessoa com tendências homossexuais (desenvolvidas por motivos psicológicos, patológicos ou espirituais) resistir a inclinação tão degradante.

    Em todo o caso, todos nós estamos resistindo a certas inclinações nada elevadas, frutos do Pecado Original.

    Lembro-me de um exemplo comovente: o médico e professor universitário gaúcho Carlos de Britto Velho, uma das mais mais cultas e brilhantes figuras que já passaram pelo Congresso Nacional, ao tempo em que ilustrou a Assembléia Legislativa do seu Estado, durante um debate, ajoelhou-se repentinamente no meio do plenário, rogando ao Cristo contivesse seu temperamento apaixonado, que o levava por vezes a cometer injustiças das quais tanto se arrependia mais tarde.

    Imagine só! O dr. Britto Velho! Católico fervoroso, patriota abnegado, adepto da autêntica democracia representativa, parlamentarista de primeira hora, figura exemplar de homem público…

    Nada mais natural. Todos nós temos defeitos. E cabe a nós resistir a eles, mesmo porque, quanto mais resistimos, e rogamos a Deus firmeza, mais a Graça do Altíssimo desce sobre nós, seus filhos muito pecadores.

    Já os militantes gayzistas se acham de tal modo acima do bem e do mal, que pleiteiam um status para além da lei, pretensão que atenta claramente contra a Constituição e, acima de tudo, contra a moral e o direito.

  7. Lorêdo, você explicou muito bem a posição da Igreja quanto a essa questão da homossexualidade. A manobra de procurar confundir manifestação de opinião e apoio à violência é infamante. Acresce que Dámas parece não entender que o Mandamento mais importante é o amor a Deus e não aos homens e às coisas, de tal maneira que, quando um homem ofende a Deus devemos repudiar a ação do pecador e é o que fazemos quando emitimos nossas opiniões e agimos em consonância.@José Lorêdo de Souza Filho

  8. É impressionante.

    Esse pessoal teima em confundir direito de criticar com violência contra homossexuais.

    Se d. Joaquina ou d. Dámas são seres tão miraculosamente tolerantes, por que não exercerem um pouquinho essa virtude em relação à Santa Igreja, velha de mais de 2.000 anos?

    A Igreja tem uma doutrina e deve permanecer fiel a ela.

    Ninguém, aqui, está defendendo atos de violência contra homossexuais. Eu mesmo tenho excelentes relações com alguns homossexuais, e sempre respeitei os que se davam ao respeito; aos degenerados, tratava de ignorá-los (a propósito, como fizeram os nossos amigos da Caravana em Salvador, conforme evidenciado no vídeo disponível).

    A Igreja tem posição definida sobre a questão: Ela distingue tendências homossexuais de práticas homossexuais. Sentir inclinação homossexual não é pecado, quando, e apenas quando, a pessoa resiste à inclinação. Quanto aos que se deixam arrastar, a Igreja, Mãe zelosa que é, reprova, mas a fim de obter o arrependimento de Seu filho desagarrado.

    Pensemos bem: seria essa uma atitude negativa, violenta, intolerante?

    Pode-se, naturalmente, discordar da doutrina católica; o que não se pode, em absoluto, é negar-lhe a beleza, a elevação e a coerência, mercê dos grandes benefícios que a influência cristã nas sociedades. Ora, o que conhecemos, hoje, como Ocidente foi edificado, construído pela Santa Igreja, tão vilipendiada, mas firme e forte, apesar de seus inimigos externos e, principalmente, INTERNOS.

    Eis o problema.

    Ademais, por que não falar um pouquinho do mundo islâmico, no qual os homossexuais são massacrados? No Irã, do esterco em forma de gente Mamoud Ahmadinejad, mais de 5.000 homossexuais foram mortos desde 1985.

    Será a Igreja o problema? Ou o famoso “respeito às culturas” de todo e qualquer grupo, transformado em princípio mais importante que a própria moral?

  9. Joaquina, Joaquina não seja como Catilina, não obrigue Cícero a lhe repetir: “Quousque tandem abutere, Joaquina, patientia nostra? Quamdiu etiam furor iste tuus nos eludet? Quem ad finem sese effrenata iactabit audacia? (Até quando, enfim, ó Joaquina, abusarás da nossa paciência? Por quanto tempo ainda esse teu rancor nos enganará? Até que ponto a tua audácia desenfreada se gabará de nós?).@Joaquina.

  10. Deus não mostra parcialidade ou favoritismo (Deuteronômio 10:17; Atos 10:34; Romanos 2:11; Efésios 6:9), e nem nós deveríamos. Tiago 2:4 descreve a qualquer um que mostra discriminação como juiz “de maus pensamentos”. Devemos sim amar a nosso próximo como a nós mesmos (Tiago 2:8). No Velho Testamento, Deus dividiu a humanidade em dois grupos “raciais”: judeus e gentios. A intenção de Deus era que os judeus formassem um reino de sacerdotes, ministrando às nações gentias. Mas ao contrário, em sua maioria, os judeus se tornaram orgulhosos de sua posição e desdenharam dos gentios. Jesus Cristo colocou fim a isto, destruindo a parede divisória da hostilidade (Efésios 2:14). Todas as formas de racismo, preconceito e discriminação são afrontas à obra de Cristo na cruz.

    Jesus nos ordena que amemos uns aos outros assim como Ele nos ama (João 13:34). Se Deus é imparcial, e nos ama com imparcialidade, isto significa que precisamos amar aos outros com o mesmo alto padrão. Jesus nos ensina, ao final de Mateus 25, que tudo o que fizermos com o menor de Seus irmãos, faremos a Ele. Se tratarmos uma pessoa com desprezo, estamos maltratando uma pessoa criada à imagem de Deus; estaremos ferindo alguém que Deus ama e por quem Jesus morreu.

    Vocês estão muito mais para adoradores de Adolf Hitler que Jesus Cristo (seria um disfarce???…quem sabe!)

  11. Como diria Albert Einstein: “é mais fácil destruir um átomo que um preconceito”. Concordo em número e grau com você, Joaquina e, sinceramente, acredito que os filhos desses cristãos-hérois *de pensamento* é que irão acabar com esses tais preconceitos e talvez vivam em um mundo mais tolerante….afinal não se pode criar os filhos numa redoma….eles terão contato…querendo OU não…com homossexuais e pessoas de todos os tipos…pq para a infelicidade dessa tiraria alienada e neurótica….não podem acabar com os gays, matá-los, queimá-los como a Santa Igreja fez no passado….com aqueles que enxergaram muito além do seu tempo. Sim…aqueles artistas gays que pintaravam os tetos, idealizavam altares, onde vocês acreditam que a salvação está, os símbolos que vocês adoram…tão gays quanto muitos padres que procuram a igreja por não assumirem a sua essência humana…..tão mais limpos que os pedófilos de batina que sobrevivem do seu dízimo…

  12. Além disso, José Moura….meu objetivo não é convencer (ou seria converter???deixo isso para vocês…fervorosos…ou seria alienação?…enfim) ninguém….é fazer com que reflitam talvez…mas sinta-se a vontade para não ler meus comentários…se leu até o fim é pq de alguma forma chamou a sua atenção.Passar bem.

  13. Bem, dona Joaquina, eu sugiro que não perca seu tempo, seja coerente consigo mesma, deixe de argumentar (boa TENTATIVA, rrss) e vá fazer coisa mais útil, porque aqui você não convence ninguém.@Joaquina.

  14. O que acho interessante, é que todos se importam tanto em mostrar conhecimento, regozijando-se disso para tão e somente mostrar o que tem na estante de sua existência…mas será que todo esse conhecimento já saiu das fronteiras da mente e da ideologia para situações práticas?????

    Será que as pessoas que aqui escrevem….não estaríam usando melhor do seu tempo, seu conhecimento e saúde mental ajudando aos outros????

    A maioria dos que aqui escrevem não o fazem simplesmente para mostrar um ponto de vista….trata-se única e exclusivamente de carência de atenção…de competição desnecessária em termos de argumentação….enquanto vocês filosofam, discutem em português arcaico(por vezes) e rebuscado, milhões de pessoas nesse país estão morrendo de fome….vocês continuam a pagar impostos exorbitantes, continuam com vidas medíocres, e o que fazem para mudar esta realidade????…

    Como um professor Universitário acredita que eva veio da costela de Adão mas não pode acreditar que dois homens ou duas mulheres podem ser felizes, amarem-se e que ter direitos de viver isso livremente como qualquer casal??? Onde está Deus nas suas palavras??? É um homem católico mas não um homem de Deus. Não tem tolerância. Apenas mais um frequentador de igrejas e decodificados de bíblia.

    Como pode ser a favor de pena de morte e não aceitar que uma pessoa que teve a necessidade de se prostituir não tenha seus direitos garantidos???

    Como a maoria dos Brasileiros que ocupam essa “Bruzundanga” de país…conhecimento morre no conhecimento….e é usado como arma para se sentir superior perante os demais….vive na estante do pensamento e das palavras, mas não se converte em ações.

    Em vez de se preocupar com os homossexuais ou com os seres diferentes..deveríam procurar ter tolerância…falam tanto de Deus, de amor ao próximo mas parecem mais inquisidores do que mensageiros dos Céus (o que muito almejam, diga-se de passagem).

    A igreja católica é uma entidade ultrapassada….mais do que o metabolismo dos tempos das cavernas que determina essa manada de diabéticos, hipertensos, sedentários que tanto oneram o nosso país…..a igreja católica adoece as mentes humanas porque não prega o auto-conhecimento e o crescimento pessoal…prega a culpa e a frustração.

    São justiniano???? Ainda que o nome nos remeta a Justiça….eis um homem tido como santo pela igreja católica….e o que ele fazia?…amparava crianças com a lâmina de sua espada…..é o mesmo que canonizar fernandinho beiramar???? quem sabe….

    O fato é que toda filosofia é vã…enquanto não se torna prática….enquanto não se transforma em vivência plena da felicidade lutada, querida, conquistada….desprovida de qualquer barreira humana.

  15. Prezada sra. Ana Carolina,

    A senhora não pode me acusar de “falta de argumentação”.

    Enquanto a senhora só faz insultar e reclamar, arrotando uma autoridade que definitivamente não tem, lançando mão de slogans os mais ultrapassados e sofismando à vontade, tudo o que fiz, neste nosso sofrível debate, foi expor fatos e argumentar.

    A senhora se limitava a pegar trechinhos de comentários meus e, tirando-os do contexto, os manipulava (não tão habilmente, é verdade) como bem queria.

    Essa tática é velha, minha cara senhora. É brincadeira de criança manipular premissas com o intuito de obter conclusões desejadas.

    Quanto à resposta ao seu último post, vou lhe ser sincero: não tenho estômago. O velho Machado dizia que tinha tédio à controvérsia. Eu não chego a tanto, para infelicidade minha, mas, às vezes, a lição machadiana me bloqueia a vontade.

    Posso estar errado, mas, tendo em vista sua insistência, talvez a senhora ainda tenha muita boa-fé dentro de si. Geralmente, os fariseus fogem ao combate.

    Não lhe quero mal.

    Cordialmente,

    José Lorêdo de Souza Filho

  16. @José Lorêdo de Souza Filho
    Falta de caráter? “não julgueis para não serdes julgados”…
    A falta de argumentação é clara, Sr. Lourêdo… A ignorância é recurso dos bárbaros, Sr. Lourêdo… e a propósito, ainda não recebi a resposta do meu caro amigo pároco e nem a resposta do senhor sobre meu último post. Mas realmente não esperava atitude diferente, afinal, contra fatos não há argumentos.
    Abraço!

  17. @Verônica Eulália
    Sabe, Verônica, o que me deixou muito interessado em responder-lhe, não foi o fato de você insultar gratuitamente àqueles que estão fazendo aquilo que a Constituição nos garante(a livre manifestação do pensamento), mas sim o fato de você mencionar a Holanda como modelo de avanço civilizacional, por coisas tais como legalização da prostituição dentre outras, igualmente lastimáveis.
    Acho que você não sabe que este país foi citado num documentário chamado Inhuman Traffic, apresentado por uma pessoa, que eu saiba, bem liberal… ninguém mais ninguém menos que a atriz Angelina Jolie. http://www.cultureunplugged.com/documentary/watch-online/filmedia/play/2098/Inhuman-Traffic
    Se não assistiu, assista-o e veja a realidade das “profissionais do sexo”.

    A Dra. Janice Raymond da Coalizão contra o Tráfico Internacional de Mulheres escreveu um artigo no qual argumenta que a legalização da prostituição é um presente aos cafetões e à máfia do tráfico de seres humanos que ganham o status de empresários, enquanto que as condições de “trabalho” das mulheres na prática continua a mesma coisa, ou até pior segundo as próprias “profissionais do sexo”: http://action.web.ca/home/catw/readingroom.shtml?x=30543&AA_EX_Session=fcb4128cc5a96639990addf7f940b073
    Bem, este ano nos chega a notícia de que estas mulheres, além de serem exploradas sexualmente, terão ainda de pagar impostos ao grande cafetão: o Estado Holandês.

    A Holanda fez uma tremenda estupidez!
    Coisa que a futura geração
    Lembrará com muita mágoa e reprovação.

    Pois todos sabemos que a prostituição,
    É desumana e violenta por natureza
    Nunca foi e nunca será uma profissão!

    Por isso digo com toda clareza:
    Chega de cafajeste e cafetão
    Pois tratam o templo da vida
    Como objeto de lucro e prevaricação!

    Na Holanda, o cafetão recebe a sua valia;
    Enquanto a mulher é só uma pobre refém…
    Quanto a você, Verônica Eulália,
    Pense nisso tudo e passe muito bem!

  18. Sugiro à enfática sra. Ana Carolina a leitura dos clássicos (de Homero a João Francisco Lisboa), o manuseio de um bom dicionário e, de quebra, a consulta diária à “Gramática metódica” e ao “Dicionário de questões vernáculas”, do saudoso prof. Napoleão Mendes de Almeida.

    Talvez, depois de um bom regime, a mocinha passe a escrever, ao menos, de forma palatável.

    Mas, pergunto, como adquirir solidez de idéias se falta o seu próprio veículo de expressão: a língua?

    E pior: se falta, mais do que qualquer outra coisa, honestidade, boa-fé e caráter?

  19. A Verônica precisa explicar isto aqui que ela escreveu: “As pessoas tem que protestar sim!
    Mas educadamente.
    Como gente civilizada….
    olhe…
    gente extremista…
    Não adianta!
    Não rola diálogo.
    São mentes fechadas.
    Chumbo.
    Então nem adianta gastar o seu poder de retórica e de persuasão.
    É gente burra! Que nasceu burra! Vai morrer burra!
    e congelada nos próprios paradigmas.”

    Quais paradigmas, os seus? Pois do jeito que escreve parece que o extremismo está em sua concepção. Se você assim não é (extremista), seja flexível, admita que temos razão, passe para o nosso lado.

    “______

    Outra coisa…

    outra coisa….
    Essa da prostituição ser ensinada como profissão foi podre viu.
    É claro que as pessoas que tem oportunidade de estudar e ser alguém não precisa disso..
    Que os pais vão lutar para elas terem um futuro melhor.
    Não vão procurar saber disso e se meter com isso…
    Mas as pessoas que vivem nessa vida,
    tem que se sujeitar a qualquer tipo de condição de trabalho?
    Tem que ser injustiçadas, excluídas?
    Não podem ter direito a viver dignamente?
    de ter uma velhice com aposentadoria?”

    Espera um pouquinho, quer dizer então que prostituição é uma profissão como outra qualquer e se justifica pelo fato de necessitarem satisfazer suas necessidades? Ora, então, o roubo, assassino também são profissões como outras quaisquer, não havendo nenhuma lei moral que os condenem, assim como há para a prostituição?

    Eu sou contra a qualquer tipo de preconceito. (Exceto, os que são contrário às suas teses?)

    Então você nos homenageia com suas lindas acertivas:

    “Não sei como existe gente que não ver a lógica de que preconceito atrasa o nosso país.
    Que é por isso que as pessoas são tão burras!
    Tão passivas!”

    Uma explicação eu quero ver

    @Verônica Eulália

  20. @José Lorêdo de Souza Filho
    A favor da pena de morte? Golpe de 64 como glória da história? Grandeza econômica com o militarismo? A indústria no Brasil parou! O capital, no Brasil, PAROU! Quando a ditadura acabou, nosso país estava às moscas pois não tínhamos noção de como andava o resto do mundo, Sr. Lourêdo! Foram ANOS que nosso povo pagou pra poder se reestabilizar, meu caro! E até hoje pagamos! Mas, com certeza, quatrocentões latifundiários nem sequer sentiram isso…
    Como diz nossa Brilhante Dilma Roussef ao senador José Agripino: “naquela época o senhor estava do outro lado…”
    Quanto a”necessidade” de terras da igreja católica (que nem de longe, depois de tanta podridão historicamente documentada, é esposa de Jesus Cristo), me pergunto: o que interessa é o rebanho ou o pasto?
    A propósito, mostrei a um padre amigo da família formado em teologia e filosofia no Vaticano, hoje pároco de interiores do Nordeste por opção; o site sobre a frente de vocês e recebi uma resposta que não poderia ser melhor: me disse que a Igreja Católica provavelmente não apóia este tipo de instituição que de tão radical chega a ferir muitos conceitos cristãos básicos como amor ao próximo e pacifismo; achou particularmente estranha a representação do movimento com o rosto de um homem assumindo poderes de autoridade representante do catolicismo e me disse que entraria em contato com outros membros da Igreja pois, desde seu ingresso, nunca ouvira falar em tal frente. Assim que souber o resultado da pesquisa, reporto de imediato.

    Abraço!

  21. Eu tenho abuso desse povo que vive num país democrático mas é doido, parece que vive procurando agulha em palheiro para se incomodar.
    Para poder ir pro meio da rua protestar…
    Parece que as vezes quer que a ditadura volte.
    Só p ter o prazer de ser revoltado no meio da rua..
    O IPCO é assim
    chega dá abuso…
    As pessoas tem que protestar sim!
    Mas educadamente.
    Como gente civilizada….
    olhe…
    gente extremista…
    Não adianta!
    Não rola diálogo.
    São mentes fechadas.
    Chumbo.
    Então nem adianta gastar o seu poder de retórica e de persuasão.
    É gente burra! Que nasceu burra! Vai morrer burra!
    e congelada nos próprios paradigmas.
    gente que morreu no tempo…
    isso no mínimo deve ser um velho… Que agora não tem a quem […]dele..
    E fica se escondendo atrás de toda essa cadência religiosa…
    no meio tempo entre um filme porno e outro que ver na net,
    enquanto coça […].
    Tenho dito!
    Todo mundo é sujo e tem uma porrada de instintos e defeitos…

    _________________________________________________________________________

    Outra coisa…

    outra coisa….
    Essa da prostituição ser ensinada como profissão foi podre viu.
    É claro que as pessoas que tem oportunidade de estudar e ser alguém não precisa disso..
    Que os pais vão lutar para elas terem um futuro melhor.
    Não vão procurar saber disso e se meter com isso…
    Mas as pessoas que vivem nessa vida,
    tem que se sujeitar a qualquer tipo de condição de trabalho?
    Tem que ser injustiçadas, excluídas?
    Não podem ter direito a viver dignamente?
    de ter uma velhice com aposentadoria?

    Eu sou contra a qualquer tipo de preconceito.
    Não sei como existe gente que não ver a lógica de que preconceito atrasa o nosso país.
    Que é por isso que as pessoas são tão burras!
    Tão passivas!
    Nesses países como a Holanda,
    que você pode usar maconha se quiser..
    Andar nu na rua se quiser…
    Os velhinhos de 100 anos tão andando de bicicleta e ainda fazem sexo.
    Os daqui?
    De cadeira de rodas e tomando 15 remédios por dia.

  22. Eu venho acompanhando este site que trata desse assunto do pndh e quando falei que conheço a parte que me toca não disse que me desinteresso pelo resto e você faz uma acusação pouco educada insinuando ser eu um egoísta, que só pensa em si. Se essa é a formação que o tal pndh3 vai dar às crianças quero manifestar minha profunda rejeição. Aliás, com relação aos demais direitos quero dizer que não é tirando o direito de propriedade que vai se garantir os demais. Pois é sabido que sem a propriedade não se cria uma família e daí a acaba com a sociedade e o resto: direito do consumidor, segurança, educação, saúde, etc.@Cristina Diógenes

  23. Cristina, acho que o PNDH3 tem tudo para ser uma grande obra de metida de nariz no que não deve e vai dar em bagunça. Acho estranho que você fala que essa coisa do PNDH vai melhorar a educação, mas ensinando para as crianças que a prostituição é uma profissão como outra qualquer, quer dizer, se a criança optar pela “profissão” está bem então, é isso que você ensina para as suas filhas?@Cristina Diógenes

  24. BREVE LIÇÃO DE HISTÓRIA DO BRASIL

    Cara sra. Ana Carolina, o AI-5 não foi emitido em 1937, mas em fins de 1968, no governo do General Costa e Silva.

    Em 1937, o sr. Getúlio Vargas, que chegara à presidência com a Revolução de 1930, desferiu um golpe de estado, com o apoio das Forças Armadas, e implantou o chamado Estado Novo (nada mais que uma imitação barata do regime do dr. Oliveira Salazar, em Portugal).

    De modo que o escritor paulista Plínio Salgado, à época Chefe Nacional da Ação Integralista Brasileira, deixou claro ao sr. Getúlio Vargas que não tinha condições de resistir, não à emissão do AI-5 (que só ocorreu 31 anos depois), mas ao golpe de estado que originou a ditadura do Estado Novo.

    Anotou?
    ____________________________________________

    Quanto à suposta falta de caridade dos integralistas (ou de qualquer outro grupo) para com os oprimidos das ditaduras, pergunto à sra. Ana Carolina se já ouviu falar na expressão “realpolitik”?

    Política é baseada em doutrina, mas é PRATICADA e EXERCIDA fundamentalmente com realismo e bom-senso. Longe de parecer uma capitulação a princípios elevados, é, sobretudo, a vontade preservá-los no decorrer de determinado processo político e histórico.
    __________________________________________

    A sra. Ana Carolina falou nas vítimas da tortura.

    Pena que se esqueceu de falar nas vítimas das ditaduras comunistas.

    Os comunistas, tenho de concordar, são contra a tortura – para eles. Já para os outros, sobretudo cristãos, o negócio é diferente.

    Ninguém nega os crimes cometidos pelas ditaduras de direita, entre as quais o Estado Novo e o regime militar.

    Entretanto, nada nos impede de usar o maravilhoso “distingo” escolástico. O problema fica simples:

    enquanto que nas ditaduras de direita as vítimas de tortura e assassinato foram principalmente pessoas que se dedicavam a atos de terrorismo (assaltos a bancos e “justiçamentos”, etc), nas ditaduras de esqueda o alvo era todo e qualquer opositor do regime, inclusive os que, sem terem criticado abertamente o novo estado de coisas, representavam um modo de vida incompatível com as idéias do novo regime (como aconteceu com os católicos e judeus na Alemanha hitlerista e, acima de tudo, nos regimes comunistas, nos quais os “burgueses” eram diariamente massacrados).

    Não estou dizendo que é legítimo torturar quem quer que seja, nem mesmo o mais cruel dos comunistas. Sou a favor da pena de morte para atos de terrorismo, mas advindo de processo legalmente instaurado, com amplo direito de defesa e todas as outras garantias da lei e da justiça. Só estou ressaltando, isto sim, a enorme diferença entre as ditaduras de direita e as de esquerda, e a senhora não pode negar a veracidade dos fatos sem ser desonesta.

    Tanto é verdade o que estou dizendo, e todo o mundo o sabe, que os maiores opositores do nosso regime militar (Paulo Brossard, Tancredo Neves, Ulysses Guimarães, Teotônio Vilela, entre outros) jamais sofreram qualquer tipo de retaliação física e tinham, senão total, pelo menos considerável liberdade de criticarem o regime.

    Imaginem só uma coisa dessas na Cuba do dr. Fidel? Ou na China de Mao?
    _____________________________________

    Não, não quero o retorno a um regime militar. Lugar de soldado é no quartel, garantindo o respeito às instituições e a segurança externa.

    A Contra-revolução de 1964 foi uma glória da história deste país. O que se lhe seguiu é uma outra coisa. E mesmo que possamos acusar os militares de falta de tato político (o que é até natural) no decorrer do regime, não podemos lhes negar a grandeza da política econômica e a honorabilidade no trato dos negócios públicos (exceto o período cinzento do General Geisel).

    Ao contrário de hoje, onde um agitador petista é eleito vereador e, dois anos depois, está rico.
    _____________________________________

    Minha cara sra. Ana Carolina, Nosso Senhor Jesus Cristo não é a Igreja Católica; Ele é o Seu Esposo.

    Jesus não precisava ser proprietário de nada, pois Ele já é o Senhor do Céu e da Terra. Já a Santa Igreja, é evidente, precisava (e precisa) de bens terrenos, a fim de melhor cumprir a sua missão, nomeadamente salvar almas.
    _____________________________________

    Esperando ter sido útil,

    José Lorêdo de Souza Filho

  25. @Takashi Aoki
    Se o senhor está preocupado apenas com a parte que lhe cabe, fique sabendo que o PNDH-3 também diz respeito aos direitos do consumidor, ao enfrentamento da violência sexual contra crianças e adolescentes (acredito que o senhor tenha filhos), e também a modernização da gestão do sistema de segurança pública.
    Se vc está preocupado apenas com as terras que vc pensa que seus antepassados deixaram pra você, pense pelo menos nos seus filhos, no seu bolso e na segurança pública.
    Seria bom que todos vocês que estão reclamando dos direitos dos homossexuais, das mulheres de abortar, da eutanásia e da legalização das drogas, percebessem que estão lutando contra direitos que o Brasil há tempos necessita e que nem conquistou ainda. Direitos que são de extrema necessidade para todos e vcs com um preconceito sem fundamento e por falta de conhecimento não percebem o mal que fazem a sociedade.

  26. @José Lorêdo de Souza Filho
    “eram contra semelhante constituição, mas, como não tinham como resistir(ao AI-5), assistiriam à tudo sem intervir” quer dizer então que intervir pela vida de centenas de brasileiros comunistas ou não que foram torturados e mortos nos porões da ditadura é menos importante que continuar pregando sobre a causa integralista? Tem que ter muito peito pra se assumir conivente com o AI-5… uma das maiores vergonhas da história deste país ser tratada como uma poeirinha incoveniente escondida embaixo do tapete da falta de memória do nosso povo. ..

    Senhor Lourêdo, com todo respeito, até quando o senhor vai continuar com essa de cristão?
    Já deve conhecer esta passagem, então:
    “Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão saciados! Bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia! Bem-aventurados os puros de coração, porque verão Deus! Bem-aventurados os pacíficos, porque serão chamados filhos de Deus! Bem-aventurados os que são perseguidos por causa da justiça, porque deles é o Reino dos Céus! *Bem-aventurados sereis quando vos caluniarem, quando vos perseguirem e disserem falsamente todo o mal contra vós por causa de Mim.* Alegrai-vos e exultai, porque será grande a vossa recompensa nos céus, pois assim perseguiram os profetas que vieram antes de vós.”
    Não é só rezar Pai Nosso, se dizer temente a Deus e enumerar o que é ou não sagrado ou profano…
    Tantas quantas forem as suas respostas, aqui estarão as minhas, pois apesar de eu ser mulher e “com ares de espertinha” (essa foi ótima, Sr. Lourêdo!) tenho convicção. Uma perguntinha: o Sr. gostaria que o país voltasse a ser controlado por um regime militar?
    E só para terminar, uma outra passagem para reflexão:
    “… não toques a trombeta diante de ti, como fazem os hipócritas […] e nas ruas, para serem louvados pelos homens. Em verdade eu vos digo: já receberam sua recompensa. Quando deres esmola, que tua mão esquerda não saiba o que fez a direita. Assim, a tua esmola se fará em segredo; e teu Pai, que vê o escondido, recompensar-te-á.”

    PS: Jesus Cristo não possuía propriedades. Mas a Santa Igreja Católica…

    Abraço!

  27. Prezada sra. Ana Carolina Linhares Costa,

    Sei que não vou convencê-la de absolutamente nada, mas permita-me dizer-lhe três coisas:

    I – Não, não digo a meu filho que os comunistas comem crianças. Apenas lhe digo, com linguagem apropriada à sua idade, que os comunistas são pessoas muito más e que nós, católicos, somos seus inimigos irredutíveis, o que não quer dizer que lhes queiramos mal, muito pelo contrário. Aproveito para contar partes da vida do grande brasileiro que foi o dr. Sobral Pinto, católico fervoroso e advogado de comunistas, fiel ao ensimento de Nosso Senhor de que devemos amar nossos inimigos;

    II – De forma alguma apoiaria a emissão do Ato Institucional de número 5, o famoso AI-5. Em 1937, o então presidente da República Getúlio Vargas convocou, para uma audiência secreta, o chefe nacional da Ação Integralista Brasileira Plínio Salgado, e lhe comunicou que, devido ao perigo comunista, e contando com o apoio das Forças Armadas, daria um golpe de estado a fim de implantar um outro regime político, de base corporativa. O presidente deu uma cópia de um projeto de constituição ao chefe integralista, pedindo-lhe estudasse o documento. Plínio Salgado passou dois dias estudando o projeto, juntamente com seus colaboradores Loureiro Júnio, Miguel Reale e San Thiago Dantas, e chegou à conclusão de que se tratava de uma constituição autoritária. Novamente tendo com Getúlio Vargas, Plínio Salgado expôs a posição da AIB: eram contra semelhante constituição, mas, como não tinham como resistir, assistiriam à tudo sem intervir, pedindo unicamente liberdade para continuarem a pregação integralista. O presidente, argumentando, ressaltou o perigo comunista, ao que o grande escritor e publicista paulista retrucou que a constituição de 1934 continha todos os elementos de combate à subversão. O resto, todo o mundo sabe. Pois, cara sra. Ana Carolina, minha opinião (insignificante, mas sincera) é a mesma em relação ao AI-5; e

    III – Mozart era maçom, eu o sei. Mas isso era problema dele, não meu.

    Com os melhores votos,

    José Lorêdo de Souza Filho

  28. “Carolina, nos seus olhos fundos guarda tanta dor, a dor de todo esse mundo
    Eu já lhe expliquei, que não vai dar, seu pranto não vai nada ajudar” (Carolina, composição de Chico Buarque). Você, Ana, demonstra tanta raiva por não poder argumentar com lógica que só mesmo Chico para explicar.
    @Ana Carolina Linhares Costa

  29. @José Lorêdo de Souza Filho
    Mozart era maçom! rsrsrsrsrsr!!!!!
    O senhor prega a ignorância!
    Diz pro seu filho que comunistas comem criancinhas?
    ah, vocês me fazem rir! vá mesmo pedir perdão pelos seus pecados, meu caro, com esse discurso acredito que o senhor deve ter se regozijado muito com o AI-5, DOI-CODI e adjacências… isso se não tiver cooperado… bem, boa sorte com a sua remissão por que a estrada deve ser bem longa…

    Mais uma vez um amistoso abraço, meu Sr.!

  30. @Alberto Fonseca Cruz
    você prega a segregação, meu caro… e Jesus disse: ama ao próximo como a ti mesmo….
    vocês querem o direito de discriminar!!!!

    sua argumentação é fajuta. nada mais a falar. como justificar preconceito nas leis do Senhor? vocês são loucos….

  31. @José Lorêdo de Souza Filho
    pronto, o senhor ganhou! como a santa inquisição a alguns séculos atrás… não perderei mais meu tempo, onde poderia fazer milhões de coisas e úteis (e, dentre elas, com certeza, prevenir muitas pessoas quanto ao fanatismo de vocês), discutindo moralismo e cristandade num site da internet…. prefiro viver, Sr. José! Boa cruzada! quem sabe nos cruzamos por aí! Mas olha lá hein, não vá me queimar na fogueira!!!!!

    rsrsrsrs
    um abraço, meu querido!

  32. Prezada sra. Ana Carolina Linhares Costa,

    Permita-me indicar o seu equívoco. Eu, palestrante em universidades? Quem lhe disse isso? Porque eu é que não fui.

    Como diria o saudoso poeta Bruno Tolentino, eu, de minha parte, só entraria numa universidade “disfarçado de cachorro ou levado por uma escolta de estudantes”. Deus me livre e guarde!

    A Universidade, no Brasil, nunca teve expressão que não fosse política (ou, melhor, politiqueira, que a Política, no dizer de Joaquim Nabuco, com P maiúsculo, é, diríamos quase, um sacerdócio e digno dos mais altos espíritos, como o próprio líder abolicionista pernambucano, não por acaso um conservador, monarquista e católico…).

    Prefiro antes ler os clássicos, cuidar da minha livraria, educar o meu filho e pedir perdão a Deus pelos meus muitos pecados. Universidade? De um lado, o mais barato utilitarismo; de outro, a mais ridícula doutrinação maxista? Passa pra lá, capeta!

    Quanto aos seus “argumentos”, cara sra. Ana Carolina, perdoe-me não me ocupar deles, pois antes ligar a televisão na “rede grobo” (coisa que não farei, é claro; estou escutando o nosso Mozart, cujas sonatas lhe indico) a perder o meu tempo com as suas bobagens de menininha rebelde…

    Devolvendo o “grande abraço”,

    José Lorêdo de Souza Filho
    ATENAS BRASILEIRA
    (ou o que sobrou dela…)

  33. Ana, não sei em que se baseia a sua afirmação de que o Brasil quer o PNDH3. Mas ainda que a maioria das pessoas assim o desejasse não tornaria justo e correto as medidas que o PNDH3 quer impor a todos os cidadãos. Mesmo porque os agora grupos minoritários como os homossexuais e afins sempre pregaram que a minoria tem sim direitos, então como é que fica a sua argumentação? Se nós (os contra o PNDH3) fossemos minoria voces nos tratariam então como a mesma classificação que voce comenta aqui? Inquisidores, “loucos fanáticos”, “donos da verdade suprema e conhecedores do bem”, não mereceríamos ao menos a sua compaixão e aceitação de nossas posições e nos concederiam pleno direito de fazermos o que estamos fazendo? Qual é a sua lógica? Só para você pensar: a gente não deve fazer ou deixar de fazer em função da maioria, mas sim em função da verdade e a verdade está nos ensinamentos de Nosso Senhor Jesus Cristo e na lei natural.@Ana Carolina Linhares Costa

  34. @José Lorêdo de Souza Filho
    Acho que o senhor devia se envergonhar de ter a oportunidade de dar palestras em Universidades e menosprezar mulheres que vivem na condição de Senhoras do lar. Cozinhando, limpando, criando, educando. Já que a sua “cristandade” (faz-me rir…) é tão louvável, pelo menos disfarce esse machismo… realmente entendo a raiva do PNDH-3, nele há várias cláusulas sobre a emancipação da mulher…
    “- Minha filha, vai pilotar “fugão” 12 bocas e lavar uma bacia de roupa, que é o melhor que você faz, e deixe os grandes debates nacionais para as mulheres verdadeiramente inteligentes e patriotas !”
    Ou seja, a grande maioria das brasileiras (que é maioria da população e, segundo vocês, a maioria da população concorda com seus dogmas) é burra por cuidar da FAMÍLIA, alimentar, lavar a roupa dos seus?
    Senhor palestrante de universidades, lembre-se de algo que a academia não aceita: CONTRADIÇÕES GRITANTES. Aconselho dar uma revisitada em seu discurso, porque talvez alguma outra mulher na mesma condição que o senhor menosprezou tanto, o pegue neste pulo patético que o senhor tentou dar em cima da minha cabeça….
    Um grande abraço
    Ana Carolina

  35. Vocês podem enganar muita gente com esta demagogia barata(já que é para baixar o nível) mas, após a surpresa, a única coisa que vocês me causam são boas risadas… querendo ou não, o PNDH-3, será aprovado; a sociedade está cada vez mais consciente da liberdade de expressão e pensamento, a diversidade sexual está aí, mostrando a cara, as pessoas não têm mais vergonha ou medo de qualquer inquisidor por serem diferentes ou fora dos seus padrões de politicamente corretos. Aceitem meus caros, a cruzada de vcs é ridícula, para não dizer inútil, pois o mundo anda, loucos fanáticos vestidos de dourado se dizendo donos da verdade suprema e conhecedores do bem (pregando, curiosamente, o ódio e a segregação em todos os níveis que ela pode ter) dificilmente obterão respeito de qualquer pessoa minimamente sensível e a par da realidade; e se vcs acham o planeta quase todo está errado por ser LIVRE…peçam para sair… vcs também são livres para isso e fariam um grande favor à sociedade. Mas continuem, talvez o Ratinho os receba, é a cara de vocês.. rsrsrsr… e ao cidadão que disse que todos os benefícios relacionados à todas as minorias são meras camuflagens para assassinar a cristandade da população( gente, isso é uma piada…esse ser devia ter vergonha de se dizer “cristão”), procure um médico urgente, que a paranóia já está ultrapassando níveis aceitáveis… boa sorte nessa palhaçada que vocês defendem…

  36. Antes de mais, gostaria de agradecer ao sr. Rocha, pela gentil correção a meu comentário anterior, e a fim de que outros, sem maiores conhecimentos a respeito da doutrina católica, não caiam em erro.

    Muito obrigado pela atenção.
    _____________________________________

    Já quanto ao sr. Vladimir Gonçalves, o senhor sabe perfeitamente, pela leitura do meu comentário, que jamais, em momento algum, eu disse, falando abstratamente, que “dizer que da boca dos bispos só saem palavras que parecem com […] tem o mesmo valor que a atitude de Nosso Senhor Jesus Cristo diante dos fariseus”, ao que o senhor arremata em seguida, dizendo que “penso que o senhor não conhece a dignidade e a nobreza do próprio Cristo.”

    Em primeiro lugar, dispenso seus pensamentos a meu respeito e a respeito do que eu conheço ou deixo de conhecer.

    Em segundo lugar, o senhor, aparentemente versado em assuntos católicos e esclarecido o suficiente para interpretar um texto sofrível como eu, compreendeu que eu estava, não reduzindo a doce ira de N.S. Jesus Cristo à muitas das diatribes do sr. Gustavo Corção, das ele se arrependeu de muitas mais tarde;

    mas, em verdade, estava dizendo que, partindo do princípio segundo o qual Jesus chamou de hipócritas e víboras os escribas do Templo, era compreensível (não lícito, verdade seja dita) que determinado fiel faltasse com o respeito que se deve a uma autoridade eclesiástica quando, e apenas quando, ela faltasse de maneira consciente e deliberada para com suas obrigações de pastor.

    Entendeu a diferença? Claro que entendeu. O senhor não é bobo.

    Há uma gravação no youtube, um trecho de uma aula de Gustavo Corção, onde o admirável escritor católico diz a frase a respeito de determinados prelados intoxicados com o espírito mudano oriundo, em particular, do chamado período pós-concilar.

    É engraçado. Pois, na mesma gravação, o sr. Corção diz arrepender-se de um artigo (saído n’ O globo, salvo engano) em que lançou mão de termos inapropriados, e por causa do qual já havia pedido perdão a Deus.

    Agora, vejamos o que o senhor, sr. Vladimir Gonçalves, diz sobre o escritor e jornalista Gutavo Corção:

    I – “[…] o destempero do sr. Corção.”;

    II – “[…] e compara-lo com alguém que tem tão pouca nobreza de alma quanto o sr. Corção […]”;

    III – A seguir, o senhor sugere uma proximidade do sr. Corção com um grupo de comunistas, que, a exemplo do escritor católico, queriam a reforma agrária.

    O senhor, sr. Vladimir Gonçalves, sugere, portanto, e apenas isso, que o tipo de reforma agrária que Gustavo Corção queria era o mesmo que os comunistas. Graças a Deus, o senhor ficou apenas na sugestão, de modo que não preciso aqui comprovar a bobagem que semelhante afirmação representaria…

    Antes, o senhor chama o escritor católico de destemperado e afirma que sua alma não tinha nobreza. Quanta falta de caridade, sr. Vladimir Gonçalves!

    Será que o sr. Gustavo Corção não possuía uma qualidade, que poderia ter sido realçada pelo senhor? Será que o fato de o sr. Corção ter discordado (e, a meu ver, sem nenhum fundamento) dessa obra-prima que é “Reforma agrária – questão de consciência”; ou, então, por ter o sr. Corção, ao longo da vida, praticado muitas injustiças, das quais o próprio se arrependeu de muitas depois – será que isso é motivo para só ver nele destempero e ausência de nobreza?

    Será que a cena do dr. Júlio Fleichman se ajoelhando aos pés do Bispo de Petrópolis, Dom Manuel Cintra, suplicando a celebração da Missa de São Pio V não lhe diz absolutamente nada? O sr. Corção, que com seus amigos do Movimento Permanência se escondia uma vez ao mês para assistir à Missa Tridentina, é um completo desalmado? Será que ele nunca fez nada em prol da Santa Igreja, assim como o fez o prof. Plínio? Seus livros, seus artigos e ensaios, sua presença marcante não significam nada? O que fica, sempre, é o velho ranzinza e destemperado?

    Perdoe-me, sr. Vladimir Gonçalves, mas, também eu, não posso ser mais claro que isto.

    Torno a dizer:

    Não é lícito a ninguém desrespeitar um bispo, um cardeal em razão de seu comportamento ou atitudes.

    Mas, quando esse bispo, ou cardeal, o faz de maneira consciente, deliberada (pois essa gente sabe o que está fazendo), e aparece um fiel, mesmo o mais humilde, mesmo o mais pecador, e lhe atira na cara a infidelidade à Deus e à Sua Igreja, mesmo de maneira desrespeitosa – semelhate ato merece, senão a nossa admiração, ao menos a nossa compreensão.

    O prof. Plínio seria incapaz, por questão de temperamento. O escritor Gustavo Corção, espírito apaixonado, não aguentava, igualmente por questão de temperamento; mas, sempre, o que animava os dois era o amor pela Santa Igreja Católica.

    Santo Agostinho, com muita propriedade (aliás, como sempre), dizia que, da mesma forma que o católico não podia esquecer o Amor da Verdade, não poderia privar-se da Verdade do Amor.

    José Lorêdo de Souza Filho

  37. @José Lorêdo de Souza Filho
    Prezado Sr. Lorêdo,
    Não quero ser presença excessiva nos comentários, mas, para não cometer em consciência o pecado da omissão, me permita sugerir um esclarecimento, a fim de que eventuais leitores neófitos não se confundam em relação à Sã e Católica Doutrina.
    O Sr. disse textualmente, sobre a irrevogável Missa Tridentina:

    “Porque, afinal de contas, proibi-la é, um pouco mais, um pouco menos, como proibir a adoração à Nossa Senhora. Ninguém o pode fazer sem cair em heresia.”

    Só para constar, acredito que o Sr., em sua conhecida Catolicidade, quis dizer o contrário:
    Proibir a Missa Tridentina é como REALIZAR (e não “proibir”) a adoração à Nossa Senhora: ninguém o pode fazer sem cair em heresia.
    Ou seja, PROIBIR a Missa Tridentina é herético, assim como adorar Nossa Senhora também é herético, é anticatólico. Só DEUS pode e deve receber o culto de latria, ou seja, só DEUS é adorado; para Nossa Senhora se reserva a veneração de hiperdulia, jamais a adoração.
    Portanto, o ato de PROIBIR a adoração a Nossa Senhora é corretíssimo, pois ela não é deusa. Aliás, se acontecesse essa errônea adoração, a maior ofendida seria a nossa própria Mãe do Céu, na sua humildade, ela que é a primeira e exemplar adoradora do único Adorável: o Altíssimo.

    Em CRISTO e com Maria Santíssima Mãe da Igreja,
    Um fraterno abraço

  38. Sr. Lodêdo,

    se soubesse que o senhor era tão “enérgico” quanto o sr. Gustavo Corção, nem sequer faria qualquer comentário sobre o que escreveu – aliás, sobre o que citou. Bom, se de fato o senhor acha que dizer que da boca dos bispos só saem palavras que parecem com […] tem o mesmo valor que a atitude de Nosso Senhor Jesus Cristo diante dos fariseus, penso que o senhor não conhece a dignidade e a nobreza do próprio Cristo. Se o senhor conseguiu compreender o abismo de distância entre a polidez do prof. Plinio Corrêa de Oliveira e o destempero do sr. Corção, como ainda tenta comparar o que este último disse com o que N. Senhor disse e fez? Se o prof. Plinio era polido e nobre de alma, Nosso Senhor é infinitamente mais, e compara-lo com alguém que tem tão pouca nobreza de alma quanto o sr. Corção é até uma ofensa a Ele. Ademais, não poderia Deus chicotear os vendilhões? O que tenho eu a corrigir neste ato? Mas, o sr. Corção, talvez o senhor não saiba, não é Deus. E por não ser Deus e saber que não é, é que o prof. Plinio agia como agia. Ele escreveu “Em defesa da Ação Católica”, em que ele inclusive argumenta neste sentido que o senhor faz, dizendo que o católico pode ser energico e atacar de viseira erguida, mas nunca teve a infelicidade de dizer que quem quer seja pode ofender a dignidade de um bispo. Afinal, como o senhor mesmo diz, ele nunca ofendeu a dignidade de bispo de dom Helder Camara, mas atacou sempre as posições heterodoxos deste.
    Enfim, não posso ser mais claro que isto. Se o senhor ainda assim quer continuar sendo rude e achando que está fazendo um bem, saiba que eu não tenho obrigação de achar assim e se me parecer incorreto, vou corrigir na medida em que puder.
    Obs: o prof. Plinio e o sr. Corção não discutiram por acidente, mas por principio. Corção atacou o livro do prof. Plinio, porque Corção queria reforma agraria. Inclusive um grupo de comunistas, não me lembro se de MG ou da Argentina, imprimiu o texto de Corção e colocou embaixo que era a defesa da reforma agraria que mais os agradou. Realmente! Depois disto mais nada.

  39. Somente como ilustração da tragédia que foi o Concílio Vaticano II em todo o mundo, permitam-me contar rapidamente um fato sabido por poucos mas de veracidade incontestável:

    O advogado, jornalista e escritor Júlio Fleichman, que substituiu a Gustavo Corção na direção do Movimento Permanência, conta-o em seu livro de memórias “A crise é grave e é de fé”, e o seu filho, Dom Lourenço, relembra-o no prefácio ao recentemente publicado “Explicações sobre a Missa Tridentina”, de Dom Prosper Guéranger.

    Os membros do Permanência, já há muito distanciados do grupo de Alceu Amoroso Lima e sofrendo toda sorte de perseguições (silenciosas, diga-se), reuniam-se, uma vez ao mês, numa casa de praia da família Fleichman a fim de assistir à Santa Missa Tridentina.

    Tudo ia relativamente bem, até que o padre que rezava a missa, certo dia, disse que deixaria de fazê-lo. O inestimável Júlio Fleichman procurou o Bispo de Petrópolis, Dom Manuel Cintra, que tinha fama de conservador, e, desesperado, ajoelhou-se-lhe aos pés, implorando não proibisse a celebração da missa: “Não estamos fazendo nada demais, é uma missa escondida, sem propaganda!”.

    Pressionado, Dom Manuel confessou: “Dom Eugênio nos fez prometer que nunca permitiríamos essa missa…”.

    Ora, Dom Eugênio Sales, Cardeal-Arcebispo do Rio de Janeiro por 30 anos, não se parece em nada com Dom Hélder ou Dom Pedro Casaldáliga.

    Dom Eugênio é um conservador e anti-comunista, amigo de João Paulo II. É claro que é contra o aborto, o “casamento” gay e a Teologia da Libertação.

    E, mesmo assim, seguiu todos os bispos do mundo, e proibiu, passando por cima do cadáver de São Pio V, a Missa Tridentina, a qual, a bem da verdade, jamais foi proibida por ninguém, nem pelo papa, que não tinha poderes para fazê-lo, como de fato não o fez, uma vez que “Quo primum tempore”, de São Pio V, dava um indulto perene, irrevogável, no sentido de que todos os prelados podiam rezar a missa então instituída sem escrúpulos. O recente “Motu proprio”, de Bento XVI, foi bem claro e coerente ao afirmar justamente a irrogabilidade da missa tridentina. Porque, afinal de contas, proibi-la é, um pouco mais, um pouco menos, como proibir a adoração à Nossa Senhora. Ninguém o pode fazer sem cair em heresia.

    Disse que todos os bispos do mundo aboliram a missa de São Pio V. Não foi bem assim. Dois bispos valorosos, genuinamente conservadores e tradicionalistas, não se intimidaram e conservaram, em suas respectivas dioceses, o rito tridentino: falo de Dom Marcel Lefebvre e de Dom Antônio de Castro Mayer. Esses dois se engrandeceram aos olhos de Deus, alcançando a maior das glórias: desagradaram os homens para agradar a Deus.

    Vejam só até que ponto os nossos bravos amigos da Permanência sofreram e continuam a sofrer. Vejam só até que grau de baixeza chegaram os frutos peçonhentos do Concílio Vaticano II.

  40. Dirijo-me primeiramente ao sr. Vladimir Gonçalves:

    I – Foi, sem dúvida alguma, exemplar a conduta do insigne prof. Plínio Corrêa de Oliveira em relação ao mundanismo que se apoderou do clero, especialmente após o Concílio Vaticano II. Quem já teve a ventura de ler a “Revolução e contra-revolução” deparou-se com as restrições explícitas que o saudoso jornalista fez ao Concílio, chamando-o, por exemplo, em função de o mesmo ter-se declarado pastoral e de ter recusado a Infalibilidade, de “o concílio a-pastoral por excelência” (Parte III). Ora, sabemos que um concílio que se serve da Infalibilidade do Espírito Santo jamais deixaria de condenar o comunismo. Engana-se, porém, quem imagina que o mestre paulista assim procedia por achar que mereciam respeito os Dom Hélder da vida. Era uma questão de temperamento; o prof. Plínio era um gentleman, hoje em dia raríssimo. Lembro-me, agora, de uma edição do programa de rádio do filósofo Olavo de Carvalho, o qual reverberava contra certo boato que lhe chegara aos ouvidos, a saber: o Príncipe D. Bertrand de Orleans e Bragança o havia chamado de um termo depreciativo, que serve para designar um homossexual. O grande filósofo paulista achou muita graça, dizendo que D. Bertrand sequer seria capaz de pronunciar semelhante palavrão e, sabiamente, deu o assunto por encerrado. Como Sua Alteza, o prof. Plínio seria incapaz de faltar com a educação a quem quer que seja, mesmo aos inúmeros padres e bispos pró-comunistas que ele já sabia excomungados automaticamente, de acordo com o famoso decreto de Pio XII, aliás confirmado por João XXIII (leia o documento aqui: http://ariquezadorosario.wordpress.com/2010/08/26/decreto-contra-comunismo/);

    II – O prof. Plínio, como é fácil de notar pela leitura de seus escritos, era um espírito muito lógico. Pois nada mais ilógico a um católico da fibra do grande brasileiro achar que merecem um respeito de “princípes da Igreja”, no dizer do sr. Vladimir Gonçalves, os bastardos e traidores de N.S. Jesus Cristo e de Sua Igreja. Um cardeal que colabora com o comunismo, nos moldes explanados no decreto de Pio XII, já está excomungado “ipso facto”, ou seja, automaticamente. Em outras palavras, pode gozar de um prestígio ilimitado dentro e fora do Vaticano, mas já perdeu a amizade de Deus, já está fora do Corpo Místico de Cristo e, a não ser que se arrependa sinceramente antes de morrer, está com a alma reservada para o Inferno. Como respeitar semelhante indivíduo, mesmo em face de sua condição de “princípe da Igreja”? Ora, que bobagem! Fosse assim, Jesus mereceria um alerta por ter chamado de víboras os escribas do Templo. E, muito pelo contrário, todos nós entendemos e apreciamos a doce ira do Redentor. Quem não sabe que os finados D. Hélder e D. Evaristo eram quinta-colunistas do comunismo no Brasil? O prof. Plínio o sabia perfeitamente. O saudoso e inesquecível escritor Gustavo Corção, também. Acontece que os modos, os estilos de um e de outro eram muito diferentes, o que certamente contribuiu, inclusive, para uma polêmica entre os dois grandes escritores católicos quando do lançamento do livro “Reforma agrária – questão de consciência”: o prof. Plínio, ameno e polido; Gustavo Corção, enérgico e apaixonado. Mas ambos igualmente honrados. Certamente se encontraram com alegria no Paraíso.

    Terminando, sr. Vladimir Gonçalves, achar que merecem “respeito à dignidade que têm”, como o senhor desgraçadamente disse, os excomungados que pululam atualmente no Vaticano, infernizando a vida de um papa de boa fé como Bento XVI, só pode ser, no mínimo, uma piada, quando não hipocrisia de quem quer pousar de bonzinho. Ora essa! Nossa Senhora, por acaso, quando apareceu na Cova da Iria, queria bancar a boazinha quando exigiu a consagração do mundo e, em especial, da Rússia ao Seu Imaculado Coração? O Papa Pio XI, de eterna saudade, queria bancar o bonzinho quando disse que a luta contra o comunismo, para um católico, só terminava no momento da morte? E agora o senhor vem me chamar a atenção por ter supostamente desrespeitado um sacripanta qualquer? E, mais, muito sutilmente, faz pouco caso do combate de uma vida do saudoso Gustavo Corção em prol da Santa Igreja, insinuando que o mesmo era injusto ao tratar os energúmenos que achincalham o nome puríssimo de N.S. Jesus Cristo! Antes de me chamar a atenção e ao grande Gustavo Corção, faça-o a Nosso Senhor, que fez pior (na verdade, muito melhor), e chicoteou os vendilhões do Templo e chamou de víboras e hipócritas os fariseus, que de judeus não tinham mais nada!

    José Lorêdo de Souza Filho
    ________________________________________

    Agora, quanto ao que disse a sra. Ana Carolina Linhares Costa, vou dizer o que já disse, uma vez, na Universidade Federal do Maranhão (UFMA), e outra vez escrevi aqui no site do IPCO, em ambos os casos a uma menininha com ares de sabida:

    – Minha filha, vai pilotar “fugão” 12 bocas e lavar uma bacia de roupa, que é o melhor que você faz, e deixe os grandes debates nacionais para as mulheres verdadeiramente inteligentes e patriotas !

  41. @Ana Carolina Linhares Costa
    Sra. Ana,
    Em breves palavras, a ideia geral do PNDH-3 é exatamente oposta àquela que a senhora enxerga. Ou seja, os pontos que nós combatemos neste site é que significam os pontos centrais do PNDH-3, pois o PNDH-3, em suma, pretende eliminar toda a CRISTANDADE da sociedade.
    Logo, temas como os atinentes a portadores de necessidades especiais são apenas disfarces. São uma gota boa no oceano de malignidades do PNDH-3. São apenas colóquio para dormitar bovino (ou conversa para boi dormir).
    Paz e bem.

  42. Salve Maria!

    É imensa a satisfação que nos envolve ao ver o trabalho que o IPCO esta desenvolvendo. Apesar de estar impossibilitado de ajudar ativamente nesta verdadeira Cruzada contra PNDH3, tenho rezado pedindo a Nossa Senhora que lhes fortaleça cada vez mais neste combate.
    Quanto ao jovem que foi entrevistado no vídeo, numa primeira impressão parece ser um drogado, mas, para ser tão inciso em suas “opiniões” não deixo de acreditar que pode estar possesso como muitos outros que encontramos pelas ruas. O ódio ás Leis Divinas, a Religião Católica e a opinião totalmente contrária a natureza demonstra bem no que o governo quer transformar os jovens e assim consecutivamente transformar o Brasil num país totalmente comunista.
    “Inimicitias ponam inter te et Mulierem, ipsa conteret caput tuum!”….Ipsa Conteret, ipsa Conteret….

  43. Salve Maria!
    Foi com profunda tristeza que ouvi as considerações desse pobre rapaz. Duas coisas, no entanto, me chamaram a atenção. A primeira foi o fato dele ter usado a palavra coroar, coroação, 2 vezes. Num rapaz que se apresenta tão anti-católico, ele parece, no entanto, conhecer o significado das duas palavras numa acepção verdadeiramente católica. A outra, bem mais perceptível, ele parece entender o q lhe é perguntado, mas responde contra, visceralmente contra. Não é normal alguém ser tão contra assim. Estaria ele se testando a si mesmo? Teria alguma birra contra a Santa Igreja e estaria provocando a caravana? Seja como for, ele é ainda jovem. Precisamos rezar pelos jovens para que voltem à Casa do Pai. Que Nossa Senhora da Conceição Aparecida, Rainha e Padroeira do Brasil, ajude a esse e a todos os nossos jovens a viver dignamente a luz da nossa Fé, a Fé da Terra de Santa Cruz.

  44. Como você pode perceber pelo meu nome, Ana Carolina, não sou de uma família paulista quatrocentona, como pejorativamente você procura diminuir a saga dessa gente que fez muito e graças a elas São Paulo e o Brasil é hoje a pujança que é, falta humildade, reconhecimento. Injustiça na qual não quero me incluir, pois, minha família dependeu da boa acolhida que essa gente boa nos deram quando aqui aportamos sem nada. Hoje graças ao dinamismo desses quatrocentões é que encontramos uma oportunidade para também nos integrarmos à esta sociedade, que sempre acolheu sem o que voce considera racismo. As distinções existem e elas devem ser respeitadadas, mas, não como propõe o seu PNDH3, que aliás, quer produzir um conflito de raças e não a integração. Não conheço todo o Plano, mas pela parte que me toca, isto é, ser proprietário, me sinto profundamente atingido por esse programa que quer tirar todo o esforço de meus antepassados que lutaram para deixar para mim e demais descendentes um futuro melhor, não procure tirar isto de nós com o seu PNDH3.@Ana Carolina Linhares Costa

  45. Sr. José Loredo,
    louvável sua disponibilidade em ajudar os caravanistas. Meus parabéns.
    Quanto à citação do escritor Gustavo Corção, penso que apesar de sabermos de todos os problemas que ocorreram no Concílio, de toda crise e de como certos prelados andam tomados pelo espírito do mundo, deve-se ter cuidado com o modo como os tratamos, afinal enquanto princípes da Igreja merecem o respeito à dignidade que têm.
    Nada impede as críticas, mas façamos de viseira erguida e do modo exemplar como ensinou o prof. Plinio Corrêa de Oliveira quando da mensagem de resistência à Ostpolikit Vaticana.
    Penso que assim estaremos demonstrando todo nosso amor filial à Santa Igreja e ao mesmo tempo mostrando nossa incoformidade de modo respeitoso e firme.

  46. Acho que a característica maior da Frente de vocês é a coragem. Gostaria de compreender a capacidade de vocês se assumirem oponentes ao Plano Nacional de Direitos Humanos que programa melhorias na implantação do Estatuto do Idoso, do Estatuto dos direitos da criança e do adolescente, do Estatuto dos portadores de necessidades especiais, Plano Nacional de Garantia do Direito à Convivência Familiar e Comunitária (O Brasil organizou, em 2008, o maior congresso mundial sobre o combate à exploração sexual de crianças e obtido marcos positivos no combate ao trabalho infantil); Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (ou vocês não são a favor da igualdade racial também?), Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres (ou vocês não são a favor da emancipação da mulher também?). São resoluções que dizem respeito à segurança alimentar, educação, saúde, habitação, igualdade racial, direitos da mulher, juventude, crianças e adolescentes,
    pessoas com deficiência, idosos, meio ambiente e vocês simplesmente manipulam essas informações, camuflando todo um lindo documento atrás de pautas como aprovação da união homoafetiva, a discriminalização do aborto, discriminalização do USUÁRIO de drogas tratando-o como uma questão de saúde pública e não de segurança; do MST e reforma agrária(ah, a propriedade….) e ludibriando milhões de brasileiros fazendo-os acreditar que o PNDH-3 transformará o Brasil numa Sodoma e Gomorra para que a democracia e igualdade de direitos nunca seja alcançada e suas Famílias quatrocentonas, Tradições inquisitórias e Propriedades latifundiárias continuem instaurando um sistema de terror silencioso em cima da massa que lhes serve. Aqui está o link do VERDADEIRO PNDH-3 para quem se interessar, caso este post sobreviva à censura da Frente. http://portal.mj.gov.br/sedh/pndh3/pndh3.pdf

    Obrigada.

  47. Permitam-me dispor, abaixo, link contendo um vídeo onde um patriota chileno “passa um gato” no “finado” sr. David Rockefeller.

    O sr. David Rockefeller é um belo exemplo de enérgumeno da terceira idade.

    Qualquer homem com um pouco de dignidade, de vergonha na cara, à acusações da gravidade que lhe foram feitas reagiria, no mínimo, mas no mínimo mesmo, com um pedido de apresentação de provas, quando não com uma surra de criar bicho.

    O famoso magnata, porém, sorria…

    Mas, claro, o sr. Rockefeller não é qualquer homem. É um pilantra exemplar.
    ____________________________________________

    Clique aqui e assista ao vídeo: http://fazendooqueecerto.blogspot.com/2011/01/nova-ordem-mundial-falhara-david.html

  48. Não percamos tempo com esse pobre coitado.

    Já o velho e inesquecível Gustavo Corção, referindo-se a certos prelados intoxicados com o espírito (de porco) do Concílio Vaticano II, dizia que o que lhes saía da boca mais parecia com […]

    Gostaria, mesmo, de perguntar aos nossos bravos amigos do Instituto Plínio Corrêa de Oliveira, em especial aos heróicos participantes da Caravana de Santa Cruz, se esta velha Atenas, esta outrora bela São Luís do Maranhão, terá a honra de recebê-los.

    Peço, por gentileza, não hesitem em me contatar, que faço questão de dar todo o suporte aos senhores. Meu e-mail: jose.loredofilho@gmail.com

    Mandem e-mail, e combinemos tudo, certo? Abraço.

    • O Instituto Plinio Corrêa de Oliveira agradece sua atenção em receber nossa Caravana. Certamente os jovens caravanistas teriam entusiasmo em chegar até São Luís do Maranhão, porém, a exiguidade do tempo não lhes permitirá, pois devem retornar aos seus locais de origem para cumprir suas obrigações escolares. Rogando a Nossa Senhora Aparecida o cumule de bençãos pedimos também suas orações.

  49. ESSE COITADO DEVERIA ME ENCONTRAR PARA SER “CURADO” EM 2 MINUTOS SOMENTE, POIS É O QUE ESTÁ PRECISANDO PARA ENTRAR NOS EIXOS. PELAS ATITUDES DELE, NÃO TEVE NEM PAI E NEM MÃE PARA TORCER O PEPINO NA HORA CERTA – ISSO TUDO É CTIA DO DEMO QUE SÓ SE EXTINGUE JOGANDO NO VINAGRE.

  50. Salve Maria A Todos.
    A Estas pessoas só podemos rezar, estão cegos em meio a escuridão de seus pensamentos RECOLUCIONÁRIOS De Nova ERA.
    Somos tão Errados quanto eles, isso é fato, porem caminhamos sobe a luz do evangelho, sobre a luz de CRISTO, é claro, não por méritos nossos más sim pq nos deixamos ser impactados pela verdade da CRUZ.
    Não desistam meus irmãos. Não destistam. A RECOMPENSA NO CÉU JA ESTA.

  51. Dado que a Caravana voltou a abordar algo acontecido em Fortaleza no Ce, tenho um comnentário a fazer com o seguinte titulo:

    PATRULHA IDEOLÓGICA ?

    I

    Inesperado, então, na Praça do Ferreira
    ergueu-se altaneiro, ali, um estandarte
    do Instituto Plinio Correa de Oliveira,
    conduzido por jovens: herois de várias partes.

    II

    Reluzente ao sol,dourado, a tremular.
    Igual cor as becas que, os bravos bem portavam.
    Uma denuncia, sim, contra o PNDH
    o povo esclarecido: ávido concordava.

    III

    Sendo exemplar, aqui, a nossa adesão,
    e àquele projeto o Ceará disse não,
    visto que em mal caminho, o Brasil, pois, conduz.

    IV

    Uma interrogação entre nós foi: por que
    a mídia cearense, ela que tudo ver, (* )
    “não viu” a Caravana Terra de Santa Cruz ?

    ( * ) Única exceção: Site, rádio, e TV da Assembleia Legislativa.

  52. Como sempre, os adeptos do PNDH-3 mostram quem são.

    Para o entrevistado, tudo é permitido, menos ser católico. Para os católicos, desprezo por amarem a Deus sobre todas as coisas.

    Excelente vídeo resumindo bem o pensamento daqueles que são “rebanho” da modernidade laica, que seguem o pensamento da mídia ao mesmo tempo se julgam superiores aos que seguem os Mandamentos de Deus.

    O entrevistado não percebe que apenas reproduz o que a modernidade lhe ensinou a pensar. Será que um dia ele conseguirá se libertar dessa mentalidade?

    Teria que fazer como ensinou S. Remígio a Clovis: “queime o que adorastes e adore o que queimastes”.

  53. A Caravana Terra de Santa Cruz conseguiu um feito histórico que é o de exumar um ser extinto há séculos: os cátaros. Parabens, pela reportagem. A gente sente como é horrível uma pessoa que adota todos os erros do PNDH.

  54. Poderia utilizar todo esse entusiasmo para defender as ideias corretas.
    É como uma camisa ao averso, não está alinhado, todavia deixa claro a sua “etiqueta”.

    Mas temos outros 37 cristãos do outro lado para combatê-lo.

    Abaixo os sarracenos do PNDH-3!

Deixe uma resposta