Sabedoria popular face à Pandemia: nos símbolos da Criação tirar os ensinamentos da ação

0

Sabedoria popular face à Pandemia: nos símbolos da Criação tirar os ensinamentos da ação

Nos vários símbolos criados por Deus podemos ver ensinamentos para todos nós. Observando a natureza tiramos as regras de contemplação e ação. Nossa foto mostra as formigas se unindo para vencer um grande obstáculo.

Na organização das formigas lições para a ação

Nos múltiplos exemplos que nos fornece a natureza vejamos como as formigas se unem para vencer o obstáculo que se apresenta diante delas. Diz o velho ditado: “A união faz a força”.

       Aplicando à Pandemia, podemos dizer que na encruzilhada em que estamos, somente a união de forças nos levará à vitória contra o mal.

       – União dos paroquianos da igreja, dos moradores de uma mesma rua, união dos moradores do mesmo bairro, da cidade.  Para quê:

       Para fazer sentir aos vereadores, prefeitos, deputados e governadores a fim de cobrar deles uma maior transparência e solução dos problemas.  É um direito dos cidadãos.

Um direito que nos vem de nossa própria natureza e da condição de filhos de Deus

      Através dos impostos somos nós que mantemos os salários dos que nos governam. Portanto, temos o direito e mesmo o dever de cobrar deles.  Sempre respeitando a dignidade do cargo que eles ocupam mas, cobrando com firmeza, sem nos deixarmos intimidar. Pois, são eles tão humanos como nós e os direitos fundamentais da pessoa humana permanecem iguais para todos: direito à vida, à honra, às condições humanas de existência.

E também junto às Autoridades Eclesiásticas

Lembrem-se: Uma só andorinha não faz verão e, sobretudo, nem Deus salva quem não quer se salvar. Se o Direito não socorre os que dormem, então, é preciso se mexer!…

Três prioridades no momento para cobrar das autoridades:

1)         Manter a abertura das igrejas abertas, com a celebração da Santa Missa e administração dos Sacramentos;
2)         Permitir e criar condições para que o povo possa trabalhar;
3)         Incentivar e valorizar os médicos favoráveis ao tratamento precoce contra o vírus de Wuhan, também chamado de coronavírus.

Incentivar e valorizar os médicos favoráveis ao tratamento precoce contra o vírus de Wuhan, também chamado de coronavírus.

Essas considerações me vieram à mente enquanto observava o trabalho das formigas. Elas tinham diante de si um obstáculo que parecia instransponível. O instinto que lhes é dado por Deus as levou a se unirem face a uma tarefa superior à força de cada uma.

Quanto mais vale esse princípio para os homens, dotados de inteligência e vontade, os quais têm muito mais recursos para se unirem, e se preciso, fazer ver às Autoridades Civis ou Eclesiásticas – dentro das normas das leis divinas ou humanas – seus direitos inalienáveis que lhes vêm da condição de filhos de Deus.

União e confiança em Nossa Senhora Aparecida, venceremos essa pandemia apesar das manobras da esquerda violentando o bom senso, por exemplo, do tratamento precoce. Prevenir, diz-se é melhor do que tentar remediar.

Deixe uma resposta