Os protestos em Kenosha começaram pacificamente, mas se tornaram violentos com atos de vandalismo que amedrontam a população. Black Lives Matter aproveita a ocasião.

A técnica das esquerdas: aguardar uma ocasião, manifestações e quebra-quebra incendiário

 

Manifestação popular? Não. São quebra-quebras do BLM

Diz a notícia: “Já se passaram três dias consecutivos de tumulto e violência em Kenosha, uma cidade de Wisconsin que foi completamente destruída após uma série de manifestações que se transformaram em vandalismo, onde o movimento Black Lives Matter mais uma vez teve sua influência negativa.”

1- Ocasião: “Os protestos eclodiram três dias atrás, depois que um policial atirou violentamente em um cidadão afro-americano pelas costas quando ele entrou em seu veículo.

2 – Manifestações pacíficas: “Outros meios de comunicação locais de Wisconsin, como o Wisconsin State Journal ou a estação de rádio WGTD 91.1 FM, concordaram que os protestos começaram pacificamente,…

3 – Quebra-quebra incendiário Black Lives Matter: “mas que da noite para o dia degeneraram em vandalismo e pilhagem e que esses comportamentos parecem ter um padrão.”

“O Washington Post informou que é comum ver cidadãos com armas longas ou facas entre os manifestantes. Segundo a publicação americana, os protestos costumam ser pacíficos durante o dia, mas violentos à noite. Portanto, o governo municipal impôs um toque de recolher a partir das 20h. e ordenou a implantação da polícia para controlar a violência. Até agora, isso não foi suficiente para evitar saques, vandalismo e queima de propriedades.”

Observa Panampost: “a realidade é que movimentos e grupos de vandalismo aproveitam esta situação para cometer crimes com impunidade. Eles queimaram carros, edifícios e tentaram saquear negócios, o que deixou a cidade com medo por três longas noites”.

Deus + Lei + Ordem

“Ao longo de Kenosha, podem ser vistos cacos de vidro, destroços e pichações com “BLM” (Black Lives Matter), que normalmente são limpos pelos cidadãos e proprietários de empresas durante o dia.

“A verdade é que Kenosha está passando por uma situação terrível. O tiroteio da polícia foi um grande choque para os cidadãos, mas o que deveria ter sido um protesto pacífico pelo pedido de justiça se tornou um pesadelo para a cidade que agora foi saqueada e violada. Com o movimento Black Lives Matter como protagonista, mais uma vez.”

***

Essa é a esquerda, seguindo sempre a mesma tática: ocasião + manifestação pacífica + quebra-quebra revolucionário.

Tentativa fracassada no Brasil

Não houve no Brasil a tentativa fracassada dos Black Blocks? Tivemos há pouco novas tentativas de agitação, porém, caíram no vazio.

A esquerda pretendia, bafejada pela midia alarmista, quebrar financeira e moralmente o Brasil servindo-se da ocasião da pandemia: fracassaram. O Brasil ordeiro, trabalhador está animado pelos ventos da reação conservadora.

Nosso agronegócio continua a produzir, alimentos não faltam … e a esquerda fica sem o pretexto da “ocasião”… Até a Carta dos 152 bispos contra o Governo Federal caiu no descrédito e no vazio. Graças a Deus, a esquerda mostrou o seu fracasso.

Fonte: https://panampost.com/emmanuel-rondon/2020/08/28/kenosha-ruins-blm-protests-trump/

Deixe uma resposta