.

“Quando a santidade abrange o estado leigo e penetra na ordem laical, ela se manifesta mais poderosa, possante, ampla e completa”

Completa-se neste mês o 25º aniversário de falecimento do Prof. Plinio Corrêa de Oliveira, ocorrido no dia 3 de outubro de 1995. Por ter sido ele o inspirador e baluarte da revista Catolicismo, é imprescindível assinalarmos de modo especial esta data. Tanto mais quanto uma minuciosa “campanha de silêncio” é urdida para sepultar seu nome no esquecimento, com a qual só podem lucrar os adversários da Cristandade.

Fundador da Sociedade Brasileira de Defesa da Tradição, Família e Propriedade (TFP), sem sombra de dúvida projetou-se como o maior líder católico anticomunista do século XX. Toda a sua trajetória foi de uma providencial, incessante e destemida luta para manter e/ou restaurar, nesta dessacralizada e catastrófica era histórica, os fundamentos da civilização cristã e sacral. Fundamentos esses que têm sido incessantemente combatidos e difamados por um complô anticristão atuando de modo organizado (muitas vezes secretamente) no mundo inteiro.

As forças de esquerda procuram manter algo como um “bloco de gelo” em torno do fundador da TFP brasileira e de sua grandiosa luta, a fim de poderem avançar nos seus projetos sem encontrar obstáculos. Incumbindo-nos utilizar os meios ao nosso alcance para quebrar esse metafórico “bloco de gelo”, oferecemos neste número aos nossos leitores alguns textos do livro Plinio Corrêa de Oliveira — Profeta do Reino de Maria.

O autor, Prof. Roberto de Mattei, é formado em Ciências Políticas pela Universidade La Sapienza de Roma. Entre os seus 18 livros, já havia publicado em 1997 uma biografia de Plinio Corrêa de Oliveira intitulada O cruzado do século XX, na qual narra alguns aspectos da cruzada empreendida pelo seu biografado.

Conforme o próprio Prof. de Mattei, sua recente obra  (cujo segundo capítulo aqui reproduziremos amanhã, no post de 3-10-20) é fruto de inesquecíveis conversas dele com Plinio Corrêa de Oliveira, entre 1976 e 1995, bem como da leitura de milhares de páginas de livros, artigos e conferências do ilustre líder católico brasileiro, homem de fé, pensamento, luta e ação.

Da redação de Catolicismo

____________

Fonte: Revista Catolicismo, Nº 838, Outubro/2020.

Deixe uma resposta