17 Estados se unem ao Texas: Suprema Corte julgue a eleição nos 4 campos de batalha

0

“Dezessete Estados estão pedindo à Suprema Corte dos EUA aceitar o pedido do Texas de contestar os resultados das eleições de 2020 em quatro estados de batalha.”

Uma petição de grande importância pública: preservar a Integridade Eleitoral

“Os estados, liderados pelo procurador-geral do Missouri, Eric Schmitt, entraram com uma petição amiga do tribunal em 9 de dezembro, ressaltando que o caso apresentado pelo Texas é de grande importância pública e requer a atenção do tribunal superior do país.”

“Em 7 de dezembro, o Texas apresentou uma moção pedindo permissão para processar a Pensilvânia, Geórgia, Michigan e Wisconsin em uma tentativa de proteger a integridade das eleições de 2020.”

Importantes Questões Constitucionais sobre a Cláusula Eleitoral

A alegação é: “quatro principais estados do campo de batalha mudaram inconstitucionalmente as leis eleitorais, trataram os eleitores de forma desigual e desencadearam irregularidades significativas na votação ao relaxar as medidas de integridade eleitoral.”

“Na petição, os 17 estados argumentaram que a ação judicial do Texas merece revisão pelo tribunal superior, pois apresenta importantes questões constitucionais sob a Cláusula Eleitoral. Também levanta preocupações sobre a integridade eleitoral e a confiança do público na condução das eleições, acrescentaram.”

Minam a confiança do público na Eleição

“Enquanto isso, as mudanças feitas pelos estados réus nas regras de votação por correio durante a pandemia COVID-19, argumentaram os 17 estados, provavelmente aumentariam o risco de fraude eleitoral, uma vez que eliminam as salvaguardas de proteção contra comportamento fraudulento.”

“Eles acrescentaram que o relaxamento das salvaguardas para cédulas pelo correio cria “vulnerabilidade desnecessária a fraudes reais e minou a confiança do público na eleição”.”

***

Alcance da Petição

“Os estados que apóiam o processo do Texas, todos com procuradores-gerais republicanos, são Missouri, Alabama, Arkansas, Flórida, Indiana, Kansas, Louisiana, Mississippi, Montana, Nebraska, Dakota do Norte, Oklahoma, Carolina do Sul, Dakota do Sul, Tennessee, Utah e West Virginia.

“O Texas espera obter uma declaração da Suprema Corte de que os quatro estados conduziram as eleições de 2020 em violação à Constituição. Também pede ao tribunal que proíba a contagem dos votos do Colégio Eleitoral dos quatro estados. Para os estados réus que já nomearam eleitores, pede ao tribunal que instrua as legislaturas estaduais a nomear novos eleitores de acordo com a Constituição.”

***

Nossa posição continua sempre pela Integridade Eleitoral. O movimento Black Lives Matter, a esquerda democrata incluindo o candidado Joe Biden, insistiram na “contagem até o último voto.” Não basta a contagem é necessária a confiança do povo americano na Integridade Eleitoral.

É o que o Mundo Livre espera da Suprema Corte. Xi Jinping e a esquerda infelizmente, até o Papa Francisco (em telefonema), já fizeram a opção.

Fonte: https://www.theepochtimes.com/17-states-urge-supreme-court-to-review-texas-bid-to-challenge-election-in-battleground-states_3610837.html?utm_source=newsnoe&utm_medium=email&utm_campaign=breaking-2020-12-09-4

Deixe uma resposta