Nova Ordem Mundial: Vaticano na contramão dos Apóstolos?

Professor da John Hopkins University contesta número de mortes por Covid19

Eleições americanas: pela integridade eleitoral

Os falsos profetas da Nova Ordem Mundial

Nosso Senhor deu o Mandato aos Santos Apóstolos: “Ide e evangelizai todos os povos” (Mt 28, 19). Essa é a estrategia divina para se edificar as Nações: converter os homens para a Fé Católicas e numa segunda etapa edificar as civilizações.

Infelizmente, o Vaticano, endossando os falsos profetas da Nova Ordem Mundial, adota o caminho inverso: mudar as estrutruras sócio-econômicas a fim de transformar o homem nos moldes laicos da ONU.

“27 de novembro de 2020 (LifeSiteNews) – Em sua linha final de seu artigo de opinião do New York Times publicado no (Thanksgiving) Dia de Ação de Graças, o Papa Francisco ecoou os sentimentos de Joe Biden e outros construtores do chamado Great Reset, pedindo ao mundo para “construir um futuro humano melhor e diferente. ”

Em seu artigo de 26 de novembro, que parece uma página da campanha Build Back Better de Biden, o papa chama o tempo atual de crise de “um momento para sonhar grande, para repensar nossas prioridades”. Ele diz: “Não podemos retornar às falsas garantias dos sistemas político e econômico que tínhamos antes da crise.

 

[…] O nome “Jesus” ou “Cristo” nunca aparece na peça, e “Deus” é mencionado apenas uma vez, auxiliando no impulso para a nova agenda. “Deus nos pede que ousemos criar algo novo”, diz ele.”

Acrescenta, a notícia que “em sua última encíclica, por duas vezes o Papa descreve crises “terríveis” que afetam o mundo, mas em nenhuma das listas menciona o aborto. O que são essas “tragédias” que ele diz “afetam toda a humanidade”, mas não “nos movem a mudar nossas agendas e prioridades”?

***

Ensina Santo Agostinho, na Cidade de Deus, que é pela observância dos Mandamentos que se edificará a Cidade Católica, ou seja, a Civilização Cristã, prevista por Nossa Senhora em Fátima: Por fim, o meu Imaculado Coração triunfará!

Fonte: https://www.lifesitenews.com/blogs/pope-francis-doesnt-mention-jesus-in-ny-times-op-ed-calling-for-better-different-human-future?utm_source=featured&utm_campaign=catholic


É proibido discordar da histeria midiática do Covid19?

“WASHINGTON D.C, 27 de novembro de 2020 (LifeSiteNews) – Usando análise estatística, um professor sênior da John Hopkins University (JHU) demonstrou que o COVID-19 não resultou em mortes excessivas, mas a universidade censurou o artigo online.

“Dra. Genevieve Briand, a “Diretora Assistente de MS em Economia Aplicada”, deu uma palestra em vídeo em que examinou as mortes devido ao COVID-19 e mortes em geral nos EUA.

“Em um tweet,  (a Universidade) JHU afirmou que o artigo foi excluído, porque “estava sendo usado para apoiar imprecisões falsas e perigosas sobre o impacto da pandemia.”

***

E o que diz o artigo da profa. Genenieve Briand? Basicamente ela reporta as mesmas constatações, fundamentada em dados do CDC, o que nosso Site tem feito, sobre o Brasil, com dados do Portal da Transparência. Cá e lá os mesmos artifícios midiáticos há!

Usando dados do “Centro de Controle de Doenças (CDC), Briand observou que as mortes de “pessoas mais velhas permaneceram as mesmas antes e depois do COVID-19”. Esta descoberta foi contrária às expectativas: “Uma vez que o COVID-19 afeta principalmente os idosos, os especialistas esperavam um aumento na porcentagem de mortes em grupos de idade mais avançada. No entanto, esse aumento não é visto nos dados do CDC. Na verdade, as porcentagens de mortes entre todas as faixas etárias permanecem relativamente as mesmas. “

“Apresentando dados de fevereiro a setembro, ela observou que a cada semana, antes e depois do impacto do vírus, “uma média de mais de 60.000 pessoas morrem por semana. Portanto, 50.000 a 70.000 mortes por semana é normal, é de se esperar. ” O último relatório semanal do CDC, observa que na semana 46 de 2020, apenas “1.260” teve COVID – 19 “listado como uma causa básica ou contribuinte de morte.””

“Comparando as mortes de 2014 a 2020, Briand então demonstrou que, embora os dados registrassem um ligeiro aumento em 2020, houve apenas 11.292 mortes mais do que 2018. Assim, o aumento do COVID foi considerado consistente com as tendências sazonais e históricas.”

***

Aos interessados em obter mais dados recomendamos a leitura do artigo.

Não estamos desprezando o perigo do vírus de Wuhan. Mostramos, com base em estatísticas, que há um escuso interesse da grande mídia e dos profetas sinistros da Nova Ordem Mundial, em desprezar as estatísticas e espalhar o pânico. E, aqui no Brasil, também a midia bloqueia aqueles que mostram a realidade dos números.

O leitor já viu artigos recomendando o tratamento precoce contra o Covid-19? No entanto, é o que há de mais eficaz para evitar as internações.

 

Tomando 2018 como exemplo, Briand apontou que “o padrão de aumento sazonal no número total de mortes é resultado do aumento de mortes por todas as causas”, com “doenças cardíacas, doenças respiratórias, gripe e pneumonia” sendo as três principais causas de morte.

No entanto, ao examinar os dados de 2020 no período sazonal, ela descobriu que “mortes relacionadas ao COVID-19 excederam as mortes por doenças cardíacas”, o que era incomum, uma vez que as doenças cardíacas “sempre prevaleceram como a principal causa de mortes”.


Eleições americanas: pela integridade eleitoral

A China, governada ditatorialmente pelo PCCh, se apressou no reconhecimento de Joe Biden como presidente dos EUA. Xi Jinping tem suas esperanças no candidadto democrata do qual espera que reverta a guerra comercial sino-americana. Só isso? Não. O Partido Democrata tem uma política interna e externa pró esquerda, pró aborto, pró nova Ordem Mundial da qual o ditador chinês espera tirar grandes frutos para o comunismo.

Como se sabe as eleições americanas estão sob pendências judiciais. O que mais desejamos é que a apuração seja livre de fraudes.

TheEpochTimes: “O juiz que ordenou que a Pensilvânia não certificasse os resultados da eleição de 2020 escreveu em um parecer na sexta-feira que os republicanos que entraram com o processo relacionado provavelmente ganharão o caso.”

A juíza da Commonwealth da Pensilvânia, Patricia McCullough, fez a avaliação como parte de uma opinião explicando sua razão para bloquear a certificação eleitoral da Pensilvânia.

Repetimos: o que mais desejamos é transparência na integridade eleitoral.

“A mídia estatal chinesa Xinhua em 25 de novembro publicou a mensagem de Xi para Biden, na qual Xi expressou esperança de que ambos os lados pudessem “manter o espírito de não conflito, não confronto, respeito mútuo e cooperação ganha-ganha.””

Xi acrescentou que espera “vamos nos concentrar na cooperação, controlar nossas divergências e empurrar a China-EUA. relacionamento para a frente em direções saudáveis ​​e estáveis. ”

***

Esperar sinceridade nas palavras de um chefe comunista é ingenuidade da era Kissinger. A China violou o Acordo com o Reino Unido sobre Hong Kong, suborna professores americanos, clona tecnologia de ponta. Seu consulado em Houston foi classificado como centro de espionagem. Várias Nações Livres têm banido a Huawei 5G de seus territórios.

Que os ingênuos brasileiros abram os olhos e os cúmplices em nossa Pátria sejam desmascarados.

Confiar no PCCh é agenda de esquerda e do falso Centrão.

Fonte: https://www.theepochtimes.com/chinese-leader-xi-congratulates-biden-as-trump-reportedly-moving-to-take-tough-action-against-regime_3593743.html?utm_source=morningbriefnoe&utm_medium=email&utm_campaign=mb-2020-11-27

 

Deixe uma resposta