Mais 15 dias? Vai o governador Doria permanecer em sua obstinada quarentena (indiscriminada) — uma panaceia que cura todos os males? Semelhantes atitudes tomaram Hitler, Stalin, Mao e Xi Jinping.

Como político, não tem ele o receio de passar para a História, marcado pelo juizo popular: Doria, o algoz da seiva bandeirante? Melhor seria, como São Paulo, tomar “o caminho de Damasco”.

Uma estranha fascinação por Xi Jinping e a ditadura chinesa

Doria lança livro de Xi Jinping. Estranha fascinação!

“João Doria lança no Palácio dos Bandeirantes dois volumes da obra A Governança da China, do presidente chinês (sic, ditador perpétuo). Há cerca de 200 convidados, entre representantes da comunidade chinesa e autoridades do estado de São Paulo, no evento”. (1)

Doria acredita ter missão messiânica de entregar São Paulo e o Brasil à China

Após sua viagem à China: Prossegue João Doria: “Vivemos num mundo compartilhado e em parceria com o povo chinês (ou PC chinês?) queremos ser empreendedores da nova era. Estreitar nossos laços, aumentar a confiança mútua e ampliar nosso mercado bilateral são prioridades de São Paulo em relação à China. São consequências inescapáveis de quem enxerga o presente com atitude transformadora. E o futuro como oportunidade”. (2)

Leia o manifesto do IPCO: O Futuro do Brasil e da Civilização Cristã está ameaçado por um vírus!

Importância midiática (de esquerda) e condenação popular

Eleito na esteira do prestígio de Jair Bolsonaro, o governador João Doria muda de rumo, se alinha aos planos da esquerda (e da China) a fim de paralisar o Brasil.

Erro fundamental! Importância midiática (de esquerda) o governador vai ganhando. Importância real — o juízo do eleitorado, das redes sociais — o governador está derrotado.

E o juízo da História o que registrará? Doria, o algoz da seiva bandeirante? Cavalo de Troia de Xi Jinping? Ou conversão à São Paulo, Apóstolo?

A missão de São Paulo na História do Brasil: audácia viril e realizadora

Para se compreender o alcance da quarentena paulista, voltemos nossos olhos ao papel que cabe ao estado de São Paulo, nesse imenso Brasil.

E, por uma dessas coincidências históricas, trata-se de um discurso do Prof. Plinio saudando o Prefeito de São Paulo:

“Consagrando ao apóstolo das Gentes a Cidade que acabava de fundar, Anchieta implorou e obteve, para [o povo] que dela brotasse, o idealismo abrasador, a energia inexaurível, a combatividade invencível, a audácia viril e realizadora, que Paulo de Tarso soube pôr ao serviço da maior das causas, a causa de Cristo e da sua Igreja.

Nunca se viu que os filhos desta Cidade se portassem com tibieza em qualquer das numerosas vicissitudes de sua História, já quatro vezes secular.

Todos os grandes problemas do passado encontraram aqui o impulso vigoroso que os haveria de encaminhar à solução definitiva. (…) nenhum vulto aparece que possa ser filiado àquela categoria de tíbios que, segundo a enérgica expressão dos Santos Evangelhos, o Cristo justiceiro vomitaria de sua boca divina.

“E desde as bandeiras até à reconstitucionalização do País (1934), todos os episódios de nossa História têm sido um transbordamento do coração e da energia de São Paulo, para além de nossas fronteiras em benefício de nosso grande Brasil.”  https://www.pliniocorreadeoliveira.info/LEG350721_SaudacaodosMarianos.htm

Conversão à maneira de São Paulo ou Pilatos?

Façamos votos que, como o Apóstolo São Paulo, patrono de Piratininga — o coração propulsor do Brasil — nosso governador, volte atrás e diga: “Senhor, que queres que eu faça?” (Atos 22:10).

Governador, livre-se das algemas de Xi Jinping e da popularidade midiática (de esquerda)! Liberte a seiva Bandeirante que está acorrentada pela quarentena indiscriminada.

É o que o povo paulista precisa. E o Brasil também.

(1) https://veja.abril.com.br/blog/radar/doria-lanca-livro-de-xi-jinping-no-palacio-dos-bandeirantes/

(2) https://opiniao.estadao.com.br/noticias/espaco-aberto,sao-paulo-e-china-uma-historia-promissora,70002961814

Leia o manifesto do IPCO: O Futuro do Brasil e da Civilização Cristã está ameaçado por um vírus!

Deixe uma resposta