Flórida protege votação: garantir a “integridade eleitoral” americana

0

Direita e esquerda têm atitudes diametralmente opostas face à opinião pública quer no Brasil, quer nos EUA. Aqui, nos batemos pelo voto auditável, pela segurança do eleitor. Nos EUA, a esquerda promoveu uma avalanche de votos por Correio, sabidamente um meio que aumenta a possibilidade de fraudes.

Mas a resultante cá e lá é a mesma: a esquerda teme a opinião pública e não quer transparência eleitoral.

Flórida protege votação, Integridade Eleitoral

A Flórida, através de seu Senado, acaba de proteger as eleições no Estado: apostando na Integridade Eleitoral. Os leitores se recordarão da controversa disputa de slogans nas eleições presidenciais gerada pela massiva votação por Correio.

Informa TheEpochTimes: “O Senado da Flórida, controlado pelos republicanos, em 29 de abril, aprovou um novo projeto de lei que impõe várias restrições ao voto por correspondência e às urnas.”

O projeto de lei, SB 90 (pdf), foi aprovado na Câmara 77-40 e no Senado 23-17. Agora vai para o governador republicano Ron DeSantis, que deve assiná-lo.

“Se assinado, exigiria verificação de assinatura para os eleitores, fornecida por uma “wet signature” fisicamente assinada em papel mantido em arquivo, e o acesso às caixas de depósito seria limitado ao horário de votação antecipada, a menos que estejam localizadas nos escritórios dos supervisores eleitorais. As caixas de correio também teriam de ser monitoradas pessoalmente por um oficial eleitoral, e a identificação seria exigida ao retirar as cédulas.”

O projeto de Lei procura proteger de fato o eleitor

“Outros aspectos do projeto de lei incluem limitações sobre quem pode devolver uma cédula finalizada pelo correio, evitando que os funcionários eleitorais assinem acordos de consentimento e exigindo que os eleitores solicitem uma cédula pelo correio a cada ciclo eleitoral, em vez de a cada dois, conforme a lei atual.”

A legislação também proíbe qualquer pessoa de “se envolver em qualquer atividade com a intenção de influenciar um eleitor”, mas permitir que os supervisores eleitorais forneçam “assistência não partidária”, como dar itens, incluindo comida e água, aos eleitores dentro zonas restritas.

“O projeto também exige que os supervisores definam e publiquem os locais das caixas de depósito 30 dias antes da eleição. Esses locais não podem ser movidos para qualquer propósito.”

Transparência eleitoral, integridade, confiança nas Urnas

O SB 90 foi alterado de uma versão anterior mais rígida que originalmente bania completamente as caixas de depósito.

Um porta-voz do governador Ron DeSantis disse que apóia o projeto, observando que “irá garantir que a Flórida continue a ser um líder nacional em segurança, integridade e transparência eleitoral”, informou o ABC News.

O governador republicano, DeSantis, “expressou anteriormente seu apoio à promulgação de proteções de integridade eleitoral mais fortes e ao fornecimento de transparência eleitoral sem precedentes para os residentes da Flórida.”

A reação Democrata, como sempre, “incluindo a deputada estadual Anna Eskamani, responderam à decisão do Senado na quinta-feira, chamando-a de “projeto de supressão eleitoral ao estilo da Geórgia” no Twitter.”

Há iniciativa de Democratas em alguns Estados para facilitar e incentivar os votos por Correio, o que seria mais de acordo com a Democracia — já conhecem as vantagens da experiência em 2020

Reação em cadeia, desconfiança generalizada com votos por Correio

“No início deste mês, o estado da Geórgia aprovou leis eleitorais mais rigorosas que geraram condenação generalizada dos democratas, incluindo o presidente Joe Biden, que o rotulou de “Jim Crow no século 21″ e “uma atrocidade”.”

A nova lei adiciona uma série de novas restrições de votação, incluindo requisitos de identificação com foto para voto ausente, limites ao uso de urnas eleitorais e tornando ilegal levar comida ou água aos eleitores na fila. Também dá aos legisladores estaduais mais controle sobre as eleições.

Outros estados com legislaturas controladas pelo Partido Republicano, como o Arizona, também estão procurando fazer mudanças em seus sistemas de votação por correio.

***

A esquerda não é popular e teme a opinião pública, teme a honestidade nas Urnas. No Brasil, por que esse temor das esquerdas com o voto auditável?

Fonte: https://www.theepochtimes.com/mkt_morningbrief/florida-passes-new-elections-bill-adding-restrictions-to-vote-by-mail-and-ballot-drop-boxes_3797235.html

Deixe uma resposta