Governador Zema veta (ampliação) da ideologia de gênero

1

O governador Romeu Zema, interpretando o sentimento do público mineiro, católico e conservador dá um passo a fim de frear a agenda anti família.

Em breve nota, no Twitter, o governador anuncia seu veto à Prop 24909 aprovada pela Assembleia Legislativa de Minas.

Legisladores não são ditadores

A Democracia, como a concebe o Ocidente — claro que Castro, Maduro e outros assemelhados ditadores (alguns governadores e prefeitos brasileiros) não procedem assim — afirma que o Legislador é apenas um mandatário. Mandante é o Povo.

Infelizmente, o que temos visto, sobretudo em presidentes da Câmara (lembremos do tirano Rodrigo Maia) e Senado (o não menos ditatorial Alcolumbre) que se julgaram no direito de não pautar ou engavetar projetos que são legítimos anseios da população. É um estranho conceito de Democracia mais bem adequado à Coreia do Norte, Venezuela, Cuba ou Nicarágua.

Por essa razão as Pautas Conservadoras, os Valores Morais foram congelados até aqui por mera imposição ditatorial dos que presidiam as Casas Legislativas.

Nossos parabéns ao governador Zema

Interpretando o sentimento cristão, patriótico, conservador do povo mineiro o governador Zema vetou o Prop 24909 que visava ampliar, ainda mais, a agenda da ideologia de gênero.

Nossos parabéns, governador, continue a dirigir Minas em consonância com a base popular cristã e patriótica. Minas será grande na medida em que nossos governantes sejam fieis à Lei Natural, ao Decálogo, à formação cristã do povo brasileiro.

Como afirmou o Prof. Plinio: “Deus jamais é tão bem servido, quanto se César se porta como seu filho. E, Senhores, em nome dos católicos do Brasil, eu vo-lo afianço, César jamais é tão grande, como quanto é filho de Deus.https://www.pliniocorreadeoliveira.info/DIS%20-%201942-09-07%20-%20IV%20Congresso%20Eucaristico.htm

Mandante é o Povo

O Legislador, Deputado ou Senador, recebe a Procuração para ser fiel à vontade do eleitor. Fora disso, não há Democracia … pelo menos nos Países Livres.

Assim resume o Prof. Plinio:

  • “Uma vez eleito, o deputado ou senador é assim um procurador ou mandatário do eleitor. É o executor
    da vontade deste
    . Ele será um procurador fiel se agir de acordo com o programa eleitoral com o qual
    se apresentou às urnas. E será infiel, caso se desinteresse de fazer prevalecer seu programa nos debates
    parlamentares.
  • “Ou, pior ainda, caso se manifeste ou vote contra esse programa em relação ao qual
    assumiu para com o corpo eleitoral um compromisso sagrado de fidelidade.”

Fonte: Projeto de Constituio (pliniocorreadeoliveira.info) Baixe o pdf gratuitamente.

***

Que o exemplo dado pelo governador Zema possa servir de estímulo a tantos outros detentores do Poder; esse é o anseio dos milhões e milhões que lotam nossas ruas em gigantescas manifestações, como no glorioso 7 de setembro, 2021.

Nossa Senhora da Boa Viagem, padroeira das Minas Gerais, guie proteja e dê forças ao governador e aos prefeitos a fim de conduzirem uma legislação sadia consoante com a família, a tradição cristã, a propriedade.

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta