Vez por outra uma Nação cai no “esquecimento” da Mídia. Enquanto o Uruguai foi presa da Frente Ampla, franqueando a maconha até para venda em farmácias, sua amizade com a Venezuela de Maduro, não faltava espaço para ele na Midia.

A vitória de Lacalle Pou, a derrota do programa de esquerda da Frente Ampla serviu de pretexto para relegar aquele País ao “esquecimento”.

Vitória de Lei da Consideração Urgente (LUC)

A coalizão liderada por Luis Lacalle Pou pode comemorar: a Lei da Consideração Urgente (LUC) foi aprovada no Senado e vai passar a ser promulgada pelo Executivo .

“A lei foi duramente criticada pela Frente Ampla – a esquerda uruguaia – que não concordou com as reformas estruturais propostas pela Coalizão Multicolor. Ela argumentou que o precedente de tantas mudanças ao mesmo tempo é perigoso – tem mais de 450 artigos – e se opôs a vários pontos da lei por não concordarem com sua visão e ideologia. Critica, em particular, as penas mais duras contra menores e as reformas educacionais que o mesmo Frenteamplismo promoveu durante seus últimos quinze anos de governo.”

A mudança no Uruguai

Uma das principais bandeiras do governo (Lacalle Pou) para especificar mudanças em sua gestão, foi finalmente aprovada esta manhã com 18 votos em 30 e fortes críticas da Frente Ampla que não o acompanhou.

“A votação teve de ser realizada duas vezes. Primeiro, foi votado com 17 de 28 votos. Mas minutos depois Argimón afirmou que lhe pediram para realizar novamente a votação, a qual foi retificada e finalmente as modificações enviadas pelos Deputados foram aprovadas por 18 em 30 votos e enviadas ao Poder Executivo para serem promulgadas.”

Em outras palavras, uma derrota seguida de uma confirmação de outra derrota.

“Depois de conhecer o resultado da votação, o presidente Luis Lacalle Pou enviou uma mensagem de reconhecimento “ao trabalho de todos os legisladores que colocaram esforço, inteligência e capacidade de negociação”.”

“É uma grande satisfação ter este instrumento necessário, justo e popular que nos comprometemos há muitos anos”, disse o presidente por meio de sua conta no Twitter.”

***

Também nós, no Brasil, teríamos umas tantas mudanças a operar, resgatando nossa Legislação e o País dos anos de ditadura da esquerda.

Com mais essa vitória o Uruguai tem, pois, todas as condições para colaborar com o governo Bolsonaro e ser mais um apoio eficaz para a causa anticomunista na América Latina. Foi-se o tempo da Frente Ampla, que era uma longa manus do movimento guerrilheiro tupamaro.

Nossa Senhora de Guadalupe, padroeira das Américas, guie nossos passos para a realização do providencial desígnio de Deus para esta parte do Novo Mundo.

Fonte: https://panampost.com/emmanuel-rondon/2020/07/08/uruguay-estado-socialista-luc/

Deixe uma resposta