A Igreja Católica e a Cristandade vs. Progressismo e UE

0

A recente viagem de Macron ao Vaticano, seu encontro com o Papa Francisco, no qual “teriam discutido “proteção do meio ambiente na sequência da recente reunião da COP26 em Glasgow”, maternidade substituta que é a próxima etapa da campanha LGBT na França e, claro, a vacina COVID“, comenta LifeSiteNews. (1)

A UE tem uma agenda notoriamente anticatólica, pressionando as Nações em favor do aborto, agenda lbgt, impondo uma standardização, uma uniformização antinatural aos povos que outrora constituíram a Cristandade.

A União Européia é pró aborto, pró agenda lgbt. Ela destrói as características dos Povos.

Medindo o Contraste

Vejamos comentários do Prof. Plinio sobre a lei da unidade na variedade aplicadas à Igreja e à Cristandade.

“A Igreja Católica constitui um imenso firmamento espiritual, todo um riquíssimo e diferenciadíssimo universo de almas, em que as variedades mais profundas se combinam harmoniosamente para compor uma unidade possante e majestosa.”

“Quem quisesse ver a Igreja compendiada ou espelhada cabalmente no coração de qualquer de seus Santos, Doutores ou Pontífices, erraria. Ela não se deixa conter em nenhuma das múltiplas manifestações de sua fecundidade sobrenatural. Seu espírito não está só no recolhimento dos anacoretas, na sabedoria dos Doutores, na paciência dos mártires, na pureza das virgens, na intrepidez dos cruzados, no ardor dos missionários, ou na suavidade dos que se dedicam aos enfermos. Ele é tudo isto ao mesmo tempo. É só com estas e outras justaposições que se pode ter noção da admirável perfeição da Religião Católica.”

“Variedade na unidade” na Santa Igreja

Essa variedade na Santa Igreja nada tem a ver com a Missa Afro, muito pelo contrário. Também falar de Igreja com Rosto Amazônico é uma aberração. Trata-se para a Santa Igreja de uma variedade nas vias da virtude. Uma variedade nos Ritos estabelecidos ao longo dos séculos. Uma variedade nas vias de santificação.

Cristandade: consequência lógica do Corpo Místico de Cristo

“Tempo houve em que, a par da sociedade espiritual que é a Igreja de Deus, havia uma sociedade temporal de Príncipes e povos cristãos – conseqüência política lógica e admirável da realidade sobrenatural que é o Corpo Místico de Cristo – à qual se chamou Cristandade.”

“Dessa vasta e gloriosa família de nações marcadas na fronte pela Cruz do Salvador, também não se pode ter uma visão completa considerando apenas um dos povos que a integraram. Das margens risonhas do Tejo até os últimos confins da grande planície polonesa, da bela Nápoles inundada de luz até as províncias setentrionais da gélida Escandinávia ou da nobre e brumosa Escócia, se estendiam nações profundamente diversas entre si, ufanas dessas diversidades, mas ao mesmo tempo fortemente imbuídas da superior unidade com que todas se encontravam em Jesus Cristo. “

O contrário da atual União Europeia

“Uma unidade que era acima de tudo religiosa e mística, e decorria do convívio de todas elas no grêmio da Igreja. Mas uma unidade, também, cultural e psicológica, uma unidade humana – no sentido de uma humanidade batizada – que fazia com que a Europa não fosse inteiramente o que era, se lhe faltasse qualquer dos elementos que a integravam: o francês, cintilante de graça e de coragem, lúcido, gentil e vivo; o alemão, de corpo hercúleo e alma nobre, possante no pensar e no agir, terrível na guerra e cândido e afetivo no convívio da paz; o inglês, síntese original, atraente e algum tanto enigmática das qualidades do povo francês e do alemão, predestinado a povoar de Santos o Céu e estender sua glória pelos rincões mais longínquos da terra; o italiano, cujo gênio como que excessivamente fecundo se multiplicava em incontáveis variantes que faziam de cada pequeno Estado um sol de inteligência e cultura com características próprias; a gente ibérica, cavalheiresca e supremamente grandiosa, borbulhante de fé, calcando constantemente aos pés as riquezas da terra, com os olhos postos apenas no heroísmo, na morte e no reino de glória com Cristo.”

“Enfim, poderíamos multiplicar os exemplos. Mas estes bastam para que se compreenda que a Cristandade, semelhante em tudo à Igreja, sua Mãe, tinha uma glória que lhe vinha toda “ab intus” ( Sl. 44, 14 ), isto é, do espírito nacional dos povos que a compunham, esplendidamente iluminado pela fé. E que ela se adornava com uma cultura e uma civilização que eram como um magnífico “manto de cores variegadas” ( Sl. 44, 10 ).” https://www.pliniocorreadeoliveira.info/1957_080_CAT_Passado_espl%C3%AAndido.htm

A atual UE tem uma mística totalitária e anticatólica

“Bruxelas — A disputa entre Polônia e União Europeia desencadeou uma crise que ameaça as instituições do bloco.”

(…) “o partido conservador Lei e Justiça (PiS), que governa a Polônia desde 2015, aprova leis antiaborto, políticas que restringem os direitos LGBT.”

O que diz o Site da UE?: “Respeitar nossas diferenças faz parte de quem somos e de como nos relacionamos com os outros. Nossas democracias são construídas sobre a valorização da diversidade. No Dia Internacional contra a Homofobia, Bifobia e Transfobia (IDAHOT), a UE reafirma o seu forte empenho em promover e proteger o gozo pleno e igual dos direitos humanos de lésbicas, gays, bissexuais, transexuais, intersexuais e queer (LGBTIQ +). Nesta ocasião, iluminamos os edifícios da UE com as cores do arco-íris como um ato de apoio.” (2)

Ser conservador não faz parte da “diversidade”? A UE criou o Dia Internacional dos conservadores?

***

“Carlos Magno, segundo uma gravura de Dürer.

“O famoso artista alemão soube representar com admirável precisão o que a História narra sobre a personalidade do grande Imperador.

“Toda a sua fisionomia exprime força, poder, hábito de dominar. Porém uma força que não nasce do transbordamento brutal de um temperamento efervescente, mas de uma alta noção do direito do bem. Seu poder é menos o das armas, que o do espírito.

“Majestoso, é entretanto cheio de bondade. Há em toda a sua pessoa qualquer coisa de sagrado: é o homem providencial, que instaurou o Reino de Cristo na ordem temporal, e fundou os alicerces da civilização cristã; é o Imperador investido pelo Papa da missão apostólica de ser por excelência o paladino da Fé.

Foi Carlos Magno o primeiro realizador da unidade temporal da Europa cristã“.

https://www.pliniocorreadeoliveira.info/1952_014_CAT_A_federacao_europeia.htm

***

Concluindo, a UE realiza o contrário do que foi a Cristandade. A “diversidade” enunciada no Site oficial da UE se refere apenas à direitos lgbt e aborto e outras agendas revolucionárias. E essa é a razão pela qual a Polônia é perseguida, porque promulgou leis antiaborto e contrárias à agenda lgbt.

Esses são alguns dos aspectos totalitários e socialistas da UE. A visita de Macron ao Vaticano seria uma ocasião ímpar para o Papa Francisco reafirmar a doutrina católica sobre seu poder direto sobre as almas e seu poder indireto sobre as Nações a fim de observarem a Lei Natural e a Lei Divina. O que vimos, infelizmente, foi a ampliação do aborto, na França, discutida exatamente nessa ocasião, pelo Parlamento francês.

Mas o progressismo tem uma concepção avêssa à ideia de Cristandade.

Nossa Senhora de Fátima nos ajude nessa reconstrução da ideia de Nações unidas em torno dos princípios católicos aplicados à Ordem Temporal.

Devemos agradecer à Providência Divina pelo fato de que nem Angela Merkel nem Macron são líderes capazes de empolgar as nações agonizantes da Europa nas vias dessa antiCristandade chamada UE.

(1) https://ipco.org.br/macron-e-papa-francisco-aborto-ditadura-sanitaria-reeleicao/

(2) (2) O Estado de S. Paulo, sexta-feira, 22 de outubro de 2021 — UE ameaça bloquear fundos após retrocesso democrático na Polônia

Deixe uma resposta