“Alemanha, Bélgica e Holanda são os últimos países a rejeitar suprimentos médicos fabricados na China depois que a qualidade dos produtos foi considerada abaixo do padrão.

“As máscaras de proteção são um dos principais equipamentos de proteção individual (EPI) nos esforços para impedir a propagação do vírus do PCCh (Partido Comunista Chinês), comumente conhecido como novo coronavírus.

“A equipe médica precisa deles para se protegerem durante o tratamento de pacientes, enquanto os cidadãos comuns precisam usá-los quando saem.

O Ocidente errou enriquecendo a hiena chinesa

Há males que vêm para bem.

Nixon cumprimenta Mao, Xangai 1972

O Mundo Livre acordou do sono de meio século — desde a viagem de Nixon à China e o Acordo de Xangai, em 1972 — que tiveram como consequência desastrosa o enfraquecimento do parque industrial do Mundo Livre (incluindo Japão). https://ipco.org.br/nixon-na-china-1972-uma-analise-uma-previsao-uma-confirmacao-i/

Indústrias, know how, investimentos bilionários foram despejados na hiena chinesa liderada, então, por Mao.

Em consequência, “A China está entre as maiores bases de fabricação do mundo para EPI e outros suprimentos médicos”.

Rejeição internacional de produtos chineses de má qualidade

Após as rejeições internacionais, o regime chinês realizou suas próprias inspeções nos produtos exportados e confiscou 89 milhões de máscaras não qualificadas.

Na Alemanha
“Onze milhões de máscaras, todas são porcarias”, disse o ministro federal dos Transportes da Alemanha, Andreas Scheuer, em 24 de abril, informou o Der Spiegel da Alemanha.

O diretor de uma empresa têxtil alemã comprou máscaras médicas da China, que disseram que seus funcionários verificaram os produtos e descobriram que eram de má qualidade.

A função de filtro de algumas máscaras não funcionou corretamente, enquanto outras quebraram os cordões elásticos.

As 11 milhões de máscaras foram planejadas para uma remessa de 13 de abril para a Alemanha, mas o diretor da empresa cancelou o pedido.

Na Bélgica

“O Brussels Times informou em 9 de abril que a Bélgica tinha que rejeitar três milhões de máscaras importadas da China “porque não atendiam aos padrões de qualidade exigidos”.

Philippe De Backer Stock Photos, Editorial Images and Stock ...“O Serviço Federal de Economia Pública confirmou que o fornecedor [chinês] não foi capaz de fornecer certificados de teste conclusivos e que as máscaras eram de qualidade inaceitável após um teste adicional em um laboratório belga ”, o relatório citou o ministro da agenda digital da Bélgica, Philippe De Backer.” (foto)

Na Holanda

“A Holanda também lembrou 600.000 máscaras defeituosas de hospitais holandeses no final de março. Essas máscaras faziam parte de uma remessa de 1,3 milhão de máscaras que foram compradas e importadas da China em 21 de março.”

E o Brasil? Somente Doria, os governadores petistas e os “sapos” querem a China

Enquanto empalidece a “estrela midiática” de Pequim e cambaleia em suas tentativas de iludir o Mundo Livre — enquanto Xi Jinping enfrenta reações fortes dentro do PCCh com seu fracasso em enfrentar o coronavírus e a rejeição do Mundo Livre — os “sapos” (*) brasileiros continuam a coaxar em favor da dependência brasileira em relação à China.

O governador-interventor Doria, os governadores petistas andam fazendo acordos com a China à revelia do governo Federal. Doria quer mais entrega de São Paulo ao PCC, que é o verdadeiro dono das empresas chinesas. Huawei 5G, com todas as denúncias de espionagem em favor do PCC, é a preferida do Sr Doria.

Brasil, acorda, China é bandeira da esquerda.

A Terra de Santa Cruz tem uma missão providencial para a qual nos guiam o Cristo Redentor e Nossa Senhora Aparecida. Seremos o exemplo de reação conservadora para nossos irmãos latino-americanos e para o mundo.

Fonte: https://www.theepochtimes.com/countries-fighting-pandemic-recall-or-reject-substandard-medical-goods-made-in-china_3329197.html

(*) a palavra “sapo” é a única com que se designa, entre nós, certo tipo de burguês não comunista, mas entusiasta da “apertura a sinistra”https://www.pliniocorreadeoliveira.info/FSP%2071-08-01%20Quando%20o.htm

1 COMENTÁRIO

  1. […] Sobem de ponto as denúncias internacionais contra o PCC, o verdadeiro ditador que governa a China. As denúncias e rejeição de material médico fornecido pela China ao Ocidente, por ocasião da pandemia originária de Wuhan, vão se multiplicando na Europa e nos EUA. Até o Brasil foi afetado. https://ipco.org.br/alemanha-belgica-e-holanda-rejeitam-suprimentos-medicos-chineses-acorda-brasil/ […]

Deixe uma resposta