China é marxista, reafirma o PCCh, no 100º aniversário

O handcap da China que o Ocidente precisa divulgar.

0

A China está entre a espada e a parede. Condenei-te segundo as palavras da tua boca, pode o Ocidente afirmar sobre “o documento principal do 100º aniversário do PCCh, um longo texto sobre “O PCC: Sua missão e contribuições” publicado em 26 de agosto pelo Departamento de Propaganda (agora renomeado em inglês como “Departamento de Publicidade”) do Comitê Central do Partido”.

O fato de ter sido publicado tanto em chinês quanto em inglês, revela a importância que o PCCh quer dar à sua versão propagandística, é por si mesmo importante, escreve BitterWinter.

O PCCh é marxista

“O texto reitera o que Xi Jinping enfatiza todas as semanas: que o PCC é marxista, comunista e leninista, e que aqueles que levantam dúvidas sobre ele mentem.”

“O marxismo, diz o documento, é a única ideologia que guia, a própria alma do PCC, e a bandeira sob a qual luta. Fundamentalmente, a força do Partido e a força do Socialismo com características chinesas são atribuíveis ao fato de que o marxismo funciona. ”

O PCCh é leal a Marx não apenas (como alguns argumentam) quando se trata dos ideais, mas também quando escolhe os meios para alcançá-los. Os líderes do PCCh, de Mao a Xi, foram literalmente fiéis aos preceitos de Marx, proclama o documento. “Nunca vacilaram em seu compromisso, se desviaram de seus objetivos ou o abandonaram em favor de outras opções.” Eles têm constantemente “usado o marxismo como uma arma ideológica poderosa para buscar a verdade, compreender o mundo e suas leis e transformá-lo”, assim como Marx ordenou.

Condenei-te segundo as palavras da tua boca: aí está a confissão oficial do PCCh, em documento, no seu 100º aniversário. Será que a mídia alinhada à esquerda, os deputados da bancada Brasil-China, a Band (aliada da mídia chinesa), o governador Doria e assemelhados vão negar o caráter marxista do PCCh, o partido único que dirige ditatorialmente a China?

E os milhões de assassinatos de chineses sob o regime comunista?

chacina de milhares de estudantes na Praça Tianenmen, 1989

E o massacre da Praça da Paz Celestial em 1989, onde milhares de estudantes foram chacinados somente porque pediam liberdade?

Ainda o Departamento de Propaganda do PCCh

Vejamos mais um trecho do documento oficial do PCCh: “O marxismo revela as leis universais do mundo natural, da sociedade humana e da mente humana.” Além disso, “uma característica fundamental do marxismo é que ele não apenas define os ideais do comunismo, mas também especifica as formas e os meios pelos quais eles podem ser alcançados”.

“No nível fundamental, os sucessos do PCCh podem ser atribuídos ao seu domínio de poderosas armas teóricas para entender corretamente, analisar cientificamente e resolver problemas de forma eficaz, aplicando a postura, o ponto de vista e a metodologia marxista. A experiência provou que a opção do PCC pelo marxismo é correta. ” E as receitas de Marx ainda estão corretas e, se aplicadas corretamente, infalíveis “no século 21”.

Resta alguma dúvida de que a China, governada ditatorialmente pelo PCCh é marxista?

A China é “made in USA”

Os comunistas mentem de acordo com suas necessidades: os fins justificam os meios, o que favorece o PCCh passa a ser a verdade, a meta a ser alcançada. “Narrativa” comunista, se diria numa linguagem atual e que a Midia divulga.

Perguntamos: o que era a China antes da viagem de Nixon e do Acordo de Xangai? Por que razão era um País falido economicamente? Quem industrializou, modernizou, injetou dólares na China? Tudo isso foi obra do Ocidente, do Japão e outras Nações. Tudo isso foi analisado, previsto pelo Prof. Plinio na Folha. https://ipco.org.br/nixon-na-china-1972-uma-analise-uma-previsao-uma-confirmacao-i/

O Departamento de Propaganda do PCCh mente quando afirma: “os sucessos do PCCh podem ser atribuídos ao seu domínio de poderosas armas teóricas para entender corretamente, analisar cientificamente e resolver problemas de forma eficaz, aplicando a postura, o ponto de vista e a metodologia marxista.”

Perguntamos: e o programa Mil Talentos cuja finalidade é subornar cientistas, roubar tecnologia de ponta nos Países livres, sobretudo EUA, Austrália, UE? O programa Mil Talentos da China … aliciamento, suborno, espionagem de cientistas e tecnologia – Instituto Plinio Corrêa de Oliveira (ipco.org.br)

O Consulado chinês em Houston, fechado pelo governo Trump, é mais uma prova da arte de roubar tecnologia de ponta e espionar.

O dilema do PCCh: entre o espeto e a brasa

O artigo de BitterWinter deixa claro o dilema atual do PCCh: enaltecer o marxismo (internamente) e ao mesmo tempo não amedrontar o Ocidente. A midia ocidental pró China procura angariar simpatias para o PCCh afirmando que o capitalismo de estado já não é marxismo, ou um marxismo alaranjado. Ao mesmo tempo a China reforça sua dura repressão interna e se reafirma marxista.

O recente documento do Departamento de Propaganda deixa claro: “O marxismo, diz o documento, é a única ideologia que guia, a própria alma do PCC, e a bandeira sob a qual luta. Fundamentalmente, a força do Partido e a força do Socialismo com características chinesas são atribuíveis ao fato de que o marxismo funciona. ”

Quem quiser se iludir a respeito de relações internacionais (China) sem viés ideológico está negando a recente declaração do Departamento de Propaganda.

A China (PCCh) está entre a espada e a parede: saibamos usar política e diplomaticamente esse handcap de Xi Jinping.

Como fica o apoio de João Doria à China? Eu confio em Xi Jinping, afirmou o governador. E a bancada pró China? E a Band, aliada da Midia chinesa?

Nossa Senhora, imperatriz da China, apresse o dia de sua libertação das garras do PCCh.

Fonte: China “Proves That Marxism Works”: The 100th Anniversary Document (bitterwinter.org)

Deixe uma resposta