O projeto do “Novo Código Penal” aparece na mídia brasileira como se fosse apenas um projeto de novas leis para o progresso do país.

Mas, na realidade, o que acontecerá na prática se o Código Penal brasileiro sofrer as mudanças que este projeto propõe?

Só para ter ideia:

Se o Código for aprovado, a pena para um proprietário de terras que expulsar invasores poderá ser maior do que a pena para assassinos e estupradores.

Mas, felizmente, nem tudo está perdido.

Pois, um número considerável de juristas e representantes do Direito brasileiro resistiram a este projeto e estão dispostos a lutar pelo respeito à constituição e aos direitos básicos civis e morais dos cidadãos de bem.

Saiba muito mais aqui

Uma destes juristas  você poderá conhecer pessoalmente na próxima conferência do Instituto Plinio Corrêa de Oliveira.

Trata-se de um dos maiores expoentes da justiça, do sul do país: Gilberto Callado de Oliveira.

Faça aqui a sua inscrição e compareça

E convide os seus amigos. Afinal, amanhã qualquer cidadão de bem pode estar atrás das grades sem nem saber o porquê. Essa é a chance de conhecer este mal que ameaça a justiça brasileira e fazer de tudo para derrotá-lo.

Não corrompam nossas crianças através da “Ideologia de Gênero”

A Ação Jovem do IPCO está promovendo uma campanha nacional de abaixo-assinados que serão enviados para o Presidente Michel Temer pedindo a exclusão da satânica "Ideologia de Gênero" da Base Nacional Comum Curricular - BNCC.

Clique aqui e assine já!

 

3 COMENTÁRIOS

  1. O que se pode esperar, de um governo que quer a todo custo legalizar o infanticídio de crianças não nascidas, e de outras leis infames, para nos lançar num lodaçal de ofensas a Deus! A inversão de valores da nisto. Os honestos atrás das grades e o desoneste nas ruas.
    O ladrão solto e o trabalhador dentro de uma prisão em seu próprio lar. No dia 24 de novembro de 2011, por volta das uma da madrugada, acordei com as portas de minha casa sedo arrebentadas, num salto liguei a lâmpada e gritei; os assaltantes correram. Resultado: enquanto concertava o portão dois ladões voltaram a me agrediram. Por um milagre estou vivo. Após ser esfaqueado na mão levaram meu telefone celular e o dinheiro que tinha na carteira. Moral da história. Tive que fazer um muro muito alto, e colocar um portão, lacrando tudo. Uma verdadeira penitenciária doméstica. Fiquei prisioneiro dentro de minha própria casa. Bom! Pelo menos estou vivo, graças a Deus. Este é meu testemunho diante desta realidade. Espero que as pessoas honestas que ainda resta no nosso Brasil, e que ocupam cargos de autoridade, se deixem mover pelo Amor de Deus, e fação o que for preciso para inverter essa situação. Que nossa Mãezinha do céu os conduza nesta batalha.
    Salve Maria!

     
  2. Todos os cidadãos de bem desse país tem o dever de defender a vida, a família, a justa justiça e seus valores morais e religiosos.

     

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome