Marcos Costa

Se alguém esperava que a CNBB se pronunciasse sobre os valores morais (como a defesa da família e da propriedade) a propósito das eleições de 2018, ficou totalmente frustrado com as recentes declarações do Cardeal Sergio da Rocha, arcebispo e Brasília e presidente da Conferência Episcopal, durante o lançamento da Campanha da Fraternidade de 2018. [foto acima]

Esqueceu-se o purpurado do clamor popular contra o aborto e a ideologia de gênero?

“Em entrevista após o lançamento da campanha, em Brasília, o presidente da entidade [Conferência Nacional dos Bispos do Brasil] e arcebispo metropolitano de Brasília, cardeal Sérgio da Rocha, informou que a Igreja não apoiará, nas eleições deste ano, candidatos que promovam o discurso da violência.” Ele reafirmou a posição da Igreja Católica favorável ao Estatuto do Desarmamento, o qual foi rejeitado pelos brasileiros no plebiscito de 2005, pois retira do cidadão de bem o direito de defesa.

Continua o Cardeal: “Nós queremos candidatos comprometidos com a justiça social e a paz. Não [queremos] candidatos que promovam ainda mais a violência”.

Talvez S. Emcia. se esqueceu de que Raul Castro ou Nicolás Maduro não são candidatos às eleições brasileiras de 2018. Ou estará se referindo a Stédile, que comanda impunemente as invasões de propriedades? Ao MST? Ou então à CPT ou ao CIMI, que tentam jogar água “benta” da “Teologia da Libertação” nas invasões “indígenas”?

Não tomamos aqui uma posição partidária em face dos candidatos. Lutamos em defesa de valores morais, valores perenes da Civilização Cristã.

A missão da Igreja é defender os valores morais, e como afirmou São Pio X, a civilização “é tanto mais verdadeira, mais durável, mais fecunda em frutos preciosos quanto mais puramente cristã; tanto mais decadente, para grande desgraça da sociedade, quanto mais se subtrai à ideia cristã” (Encíclica Il Fermo Proposito, de 11 de junho de 1905).

Se estamos em uma sociedade de violência, a CNBB deve ir à raiz do problema e pregar os (esquecidos) valores morais.

5 COMENTÁRIOS

  1. Entonces senhor Bispo, combatamos o covarde comunismo marxista dentro da Igreja. Vai ser um up. contra a violência. E ahhhh, propagar valores morais e virtudes cristãs seriam ótimos remédios contra a violência!

  2. INCOERENCIA DE SOBRA DA CNBB, COMO SEMPRE: já que nesse ano de 2018 propôs combate à violencia, será que nem de longe desconfiou que ela estaria por detrás dela ao sempre se alinhar com os revolucionarios comunistas do PT, com os quais formava parceria e, até ao último suspiro da vilã Dilma Rousseff, tentou dar alento a esse bando de malfeitores para se manterem no poder, além desses serem os mega promotores das infernais LUTAS DE CLASSES, instigadores dos odios entre pessoas e grupos e miserabilizadores da nação?
    Comunismo real, vitrine dessa praga está estampada na falida Venezuela, hoje mais se parecendo um campo de refugiados desesperados e famélicos, sob as patas da ditadura cubana, a qual sempre contou com as benesses do PT!
    … “Ele reafirmou a posição da Igreja Católica favorável ao Estatuto do Desarmamento, o qual foi rejeitado pelos brasileiros no plebiscito de 2005, pois retira do cidadão de bem o direito de defesa”, sendo esse o mesmo capcioso projeto das esquerdas, dar o golpe da DITADURA COMUNISTA e o povo não ter condições de reagir!
    Também, tempos atrás, a CNBB não apoiava a farisaica REFORMA POLÍTICA PARA ELEIÇÕES LIMPAS – um lindo projeto na teoria – porém, apoiado pelo PT, satélites auxiliares e pelas centrais sindicais, como a CUT, milicias comunistas, como MST e mais diversos grupos subversivos? A CNBB está tão malvista pelo povo que não conseguiu reunir nem a metade das 1 500 000 assinaturas exigidas!
    … “A missão da Igreja é defender os valores morais” – será verdade CNBB? Então porque nunca liderou uma campanha anti imodestia, combateu as sexo-novelas e BBBs da execrável Rede Globo da TeleSacanagem, perversora oficial da familia brasileira, que há décadas vem promovendo lavagem cerebral nos lares com todos os tipos de perversões, assim como outras redes com conteúdos similares, nunca denunciadas ao povo como maléficas?
    Se o Rio de Janeiro chegou a esse ponto, foi por adoção de governos esquerdistas desde Brizola que limitavam a ação das policias por a detestarem; porque não alertou os cariocas de estarem cavando a propria sepultura se mantivessem na escolha dos candidatos adotantes do monstruoso regime marxista? Porque nas eleições anteriores nunca denunciou o PT e mais PCs, partidos comunistas, abortistas e apenas amigos das escorias da humanidade, os carniceiros como Stálin, Lênin, F Castro, Pol Pot etc?
    1 – D Sergio da Rocha e D Waerlang em meio ao esquerdismo : confira as fotos do Che Guevara em destaque e bandeiras vermelha e quem apoiava: https://fratresinunum.com/2015/04/12/foto-da-semana-228/
    2 – /fratresinunum.com/?s=dom+l+Steiner+defende+dilma+e+o+pt
    https://fratresinunum.com/2016/05/02/bispo-da-cnbb-da-bronca-em-deputados-por-sessao-do-impeachment/

  3. Infelizmente nossa amada Igreja deixou-se infiltrar por várias tendencias negativas existentes no mundo!!!Procurem conhecer alguns desses assentamentos, ou pertence as igrejas protestantes, comunismo, e a bandidagem. O ex-presidente lula foi doutrinado pela esquerda católica!!!! Estudem as cartas de SÃO PAULO, ele nunca permitiu ser peso pra ninguém; não se aproveitou de sua posição usurpar os outros. vamos renovar o congresso nacional, as assembleias legislativas e os governos estaduais

  4. Muito reconfortante saber que alguém se pronuncia quanto a conivência da CNBB com relação a implantação dessas ideologias nefastas para a sociedade.

  5. A IGREJA CATOLICA ANDA NA CONTRA MÃO DO EVENGELHO E DA POPULAÇAO. A COR USADA PELOS “PRINCIPES DA IGREJA” (PURPURA=VERMELHO) REFLETE AS IDEIAS E A ORIENTAÇÃO POLICO MARXISTA QUE HABITA EM SEUS CORAÇÕES.
    QUE VERGONHA!!!!!

Deixe uma resposta