Decisão da Suprema Corte dos EUA e a disputa eleitoral 2022

0

Transcrito da Agência Boa Imprensa – ABIM

Estamos em ano eleitoral tanto nos EUA quanto no Brasil e o aborto (sim ou não) passa a ser ponto de referência obrigatório na disputa eleitoral.

Já vimos o recente pronunciamento de Lula a favor do aborto. Sabemos que é parte integrante do programa de esquerda em todos os países.

Não percamos a ocasião de mostrar, mais uma vez, que o PT é pró aborto. Vamos fazer a pressão social sobre os candidatos contra a Vida.

“A decisão da Suprema Corte na sexta-feira de derrubar Roe v. Wade imediatamente colocou uma questão explosiva na vanguarda das disputas de meio de mandato em todo o país, já que os democratas disseram que lutariam para restaurar os direitos federais ao aborto e muitos republicanos pressionaram pela proibição do procedimento em seus estados e nacional.”1

Biden na investida pró aborto“Devemos eleger mais senadores e representantes que codificarão o direito das mulheres de escolher em lei federal mais uma vez”, disse o presidente Joe Biden na sexta-feira na Casa Branca. “Neste outono, Roe está nas urnas. As liberdades pessoais estão nas urnas. O direito à privacidade, liberdade, igualdade, estão todos na cédula.”2

5 juízes católicos derrotam a esquerda abortista nos EUA

Biden, os democratas, Lula fabricam a própria forca com essas declarações pró aborto e contra a Vida.

O ex-vice-presidente Mike Pence, que atualmente está de olho em uma corrida presidencial de 2024, ecoou outros republicanos proeminentes ao celebrar a decisão da Suprema Corte e prometer trabalhar para avançar ainda mais nas restrições ao aborto. “Tendo recebido esta segunda chance para a vida, não devemos descansar e não devemos ceder até que a santidade da vida seja restaurada no centro da lei americana e em todos os estados do país”, disse ele em comunicado.”3

23 Estados tomam posição contra o aborto

Em cerca de metade do país, os efeitos da derrubada de Roe serão sentidos imediatamente. Treze estados têm as chamadas leis de gatilho nos livros que foram projetadas para proibir ou restringir o aborto no caso de a Suprema Corte derrubar Roe. Dez outros estados têm leis que proíbem o aborto desde antes da decisão histórica de 1973, que agora voltará a vigorar. https://ipco.org.br/breves-10-estados-americanos-ja-baniram-o-aborto/

*   *   *

A notícia da “Time” enumera as várias disputas eleitorais para esse ano nos EUA que serão decisivas para compor o Legislativo; o aborto toma um papel central.

O mesmo vale para o Brasil.

Eleições no Brasil 2022

Votação paralela em Fortaleza (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

A mobilização popular é fundamental nessas eleições de 2022 e devemos saber colocar a questão Vida ou Aborto com um tema da maior relevância.

Lula já se posicionou pró aborto. Não é novidade que o PT seja contra a Vida. Saibamos, nós, conservadores usar das armas legais, dos lobbyes pró Vida e fazer a pressão social promovendo candidatos conservadores e rejeitando a esquerda pró aborto.

O exemplo vitorioso da Liga Eleitoral Católica

Um breve retrospecto que, certamente, não se encontrará nas cartilhas petistas, na midia alinhada, nem no falso Centrão:

“A Liga Eleitoral Católica (LEC) tinha “a finalidade de orientar o voto católico nas eleições para a Assembleia Nacional Constituinte (1933). Esta apresentaria aos candidatos dos vários partidos um conjunto de exigências, denominadas “reivindicações mínimas”, para que se com­prometessem a agir como católicos no Parlamento.” https://www.pliniocorreadeoliveira.info/Cruzado0203.htm

“A Liga apresentava aos vários Partidos um programa católico mínimo, cujos tópicos cada candidato deveria se comprometer por escrito a respeitar caso fosse eleito. Excepcionalmente, conforme as circunstâncias peculiares de cada Estado, a LEC podia, sem prejuízo de seu caráter extrapartidário, apresentar ela mesma candidatos próprios.”

“O sucesso que obteve foi marcante. Com seu apoio se elegeram, em todo o Brasil, dezenas de deputados. Talvez em nenhum lugar seu sucesso foi tão significativo como em São Paulo, onde foi eleito, com 24.017 votos, o jovem líder católico Plinio Corrêa de Oliveira, que já desempenhara papel de grande importância nas conversações para a fundação da LEC.” https://www.pliniocorreadeoliveira.info/MAN_19330115_LEC.htm

*  *  *

O Direito não socorre os que dormem. Essa é a nossa hora histórica de derrotar as esquerdas brasileiras colocando em seu devido realce a Vida ou Aborto. Vamos pressionar os candidatos a tirarem sua máscara e convidá-los à lealdade para com o eleitorado.

Vida, sim ou não?

É a hora de derrotar a esquerda petista ou desmascarar o falso Centrão.

Fonte: 1, 2, 3, https://time.com/6191303/abortion-2022-elections-roe-v-wade/

Transcrição: https://www.abim.inf.br/decisao-da-suprema-corte-dos-eua-e-a-disputa-eleitoral-2022/

Deixe uma resposta