Continuam as sanções dos EUA contra o PCC. Lembramos, o povo chinês não se sente identificado com o Partido Comunista. Prova: não há eleições livres nem Partido de Oposição, desde Mao, em 1949.

Noticia Bitter Winter: “Em 9 de julho, o Secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, impôs sanções e restrições de visto a três funcionários do PCC em resposta às violações e abusos em andamento dos direitos humanos em Xinjiang, que os uigures preferem chamar de Turquestão Oriental.

“Os três funcionários indiciados são: Sr. Chen Quanguo, secretário do PCCh da Região Autônoma do Uigur de Xinjiang; Sr. Zhu Hailun, Secretário do Partido do Comitê Político e Jurídico de Xinjiang; e o Sr. Wang Mingshan, o atual Secretário do Partido do Departamento de Segurança Pública de Xinjiang (XPSB). Como a medida diz, “eles e seus familiares imediatos não são elegíveis para entrar nos Estados Unidos“.

Chen Quanguo, secretário do PCCh da Região Autônoma do Uigur de Xinjiang

“Um dos elementos mais importantes nessa decisão é que, no passado, o Sr. Chen Quanguo havia sido apontado como um possível candidato a sanções direcionadas sob a “Lei Global Magnitsky”, ou seja, formalmente, a Lei Global Magnitsky de Direitos Humanos, uma lei extensão da Lei de Responsabilidade pelo Estado de Direito da Rússia e da Moldávia Jackson-Vanik Reveal e Sergei Magnitsky de 2012, que permite ao governo dos EUA sancionar funcionários de governos estrangeiros implicados em violações de direitos humanos em qualquer lugar do mundo.

“De fato, a decisão do Departamento de Estado dos EUA representa abertamente um primeiro passo em direção à aplicação da “Lei Magnitsky Global” contra os líderes do PCCh, e isso é inédito e importante.”

***

Acrescentamos que é muito importante as Nações do Mundo Livre fazerem sentir ao PCC sua oposição, sua condenação à violação dos direitos fundamentais da pessoa humana. E, sobretudo, do maior direito que é conhecer e praticar a Santa Fé Católica.

***

“Pompeo afirmou claramente ao “designar o XPSB, bem como quatro funcionários atuais ou ex-funcionários da República Popular da China – Chen Quanguo; Zhu Hailun; Wang Mingshan; e Huo Liujun – por seus papéis em graves violações de direitos humanos ”e apontando para a“ Ordem Executiva 13818, ‘Bloqueando a propriedade de pessoas envolvidas em grave abuso ou corrupção de direitos humanos’ ‘, que se baseia e implementa a Lei de Responsabilidade Global dos Direitos Humanos da Magnitsky. ”

***

Trabalho forçado, detenção arbitrária em massa e controle forçado da população

“O Secretário Pompeo também sublinhou que, “antes de iniciar a campanha de repressão do PCCh em Xinjiang, Chen supervisionou abusos extensos nas áreas tibetanas, usando muitas das mesmas práticas e políticas horríveis que os funcionários do PCCh atualmente empregam em Xinjiang.”

“O Departamento de Estado dos EUA parece então lançar outro aviso à China. Suas palavras não podem ser mal interpretadas: “Os Estados Unidos não ficarão à toa enquanto o PCCh pratica violações de direitos humanos visando uigures, cazaques étnicos e membros de outros grupos minoritários em Xinjiang, para incluir trabalho forçado, detenção arbitrária em massa e população forçada controle e tenta apagar sua cultura e fé muçulmana ”. https://ipco.org.br/china-aplica-esterilizacao-em-massa-nos-uigures-o-comunismo-e-uma-seita-ateia-e-materialista/

***

Lembramos que o PCC criou a chamada Igreja Patriótica com o fim de perverter os católicos à seita comunista. Persegue sistematicamente a Religião Católica, encarcera sacerdotes, destrói igrejas e cruzes. E o Acordo Provisório com o Vaticano é usado para forçar as consciências. https://ipco.org.br/cardeal-zen-escreve-carta-aos-membros-do-colegio-cardinalicio-salvem-a-igreja-na-china/

***

“Também pede “que todas as nações que compartilham nossas preocupações sobre os ataques do PCC aos direitos humanos e liberdades fundamentais se unam a nós na condenação desse comportamento”. O confronto americano com o dragão vermelho pode estar próximo de um ponto sem volta.”

***

Recordemos, o comunismo, seita imperialista

“… o movimento comunista constitui fundamentalmente:
uma seita filosofica ateia, materialista e hegeliana, a qual deduz dos seus
errôneos princípios toda uma concepção peculiar do homem, da economia, da
sociedade, da política, da cultura e da civilização;
uma organização subversiva mundial: o comunismo não é apenas um movimento de caráter especulativo. Pelos imperativos de sua própria doutrina quer ele tornar comunistas todos os homens, e amoldar inteiramente segundo os seus princípios a vida de todos os povos.

“Considerada neste aspecto, a seita marxista professa o imperialismo integral, não só porque visa a imposição do pensamento e da vontade de uma minoria a todos os homens, mas ainda porque essa imposição atinge o homem todo, em todas as manifestações de sua atividade.” Baixe o pdf (do livro) gratuitamente https://pliniocorreadeoliveira.info/livros/1965.pdf

***

Considerar, pois, o PCC como representante do povo chinês, confiar em Xi Jinping, cair nas armadilhas da Huawei ou Nova Rota da Seda é ingenuidade de que até os otimistas mais contaminados estão abandonando. Veja-se o exemplo dos EUA em 2020, completamente o contrário do tempo em que Nixon (1972) fez os nefastos e traiçoeiros acordos com Mao.  https://ipco.org.br/de-nixon-a-trump-os-dias-de-ingenuidade-em-relacao-ao-pcc-china-passaram/

Fonte: https://bitterwinter.org/us-state-department-hits-ccp-officials/

Deixe uma resposta