Passaporte-vacina: “fase roxa” do socialismo-ditatorial Doria?

1

O socialismo pandêmico, autoritário e ditatorial acaba de lançar mais uma arma no cerco à liberdade dos paulistas: o passaporte-vacina. É a “fase roxa” socialista do PSDB, do falso Centrão. Quando e como será a próxima fase ditatorial?

Projeto aprovado é discriminatório e ditatorial

Assim como o regime de “castas” imperou em civilizações pagãs, o projeto aprovado do deputado Campos Machado também estabelecerá os cidadãos de primeira classe e os de segunda, o seja, os párias da sociedade.

Os párias, não vacinados, não poderão ter acesso a:

Embarques em aeronaves, embarcações, trens, ônibus, metrô e demais modais de transporte;

Estabelecimentos de ensino fundamental, médio e superior, públicos ou particulares, de crianças, alunos, professores, funcionários e prestadores de serviço;

Ingresso nas creches; Obtenção de documentos públicos; Inscrição em concursos públicos Ingresso em cargos públicos e demais modalidades de prestação ou relação com poderes públicos.(1)

Também os socialistas-democratas de NY

O falso Centrão nacional é em tudo semelhante aos democratas-socialistas dos EUA: Nova York e Califórnia lideram a bandeira das restrições à liberdade, ao lockdown … e das mortes por covid-19.

“O estado de Nova York lançou neste sábado (27) o “Excelsior Pass”, uma espécie de passaporte sanitário que comprova a vacinação contra a Covid-19 ou o último resultado negativo para a doença. É a primeira iniciativa do tipo nos Estados Unidos.” (2)

O governador de NY, Andrew Cuomo, conhecido por suas posições pró aborto, pró agenda lgbt. Aliás, com processos de investigação de sua má gestão na pandemia. Como, seus similares no Brasil …

Saúde Pública, uma palavra-talismã

“O autor, deputado Campos Machado (PTB), considera, que por ser uma questão de saúde pública, a decisão de tomar a vacina não pode ser individual.”

O deputado Campos Machado justifica a importância da lei diante do número de mortos pela covid-19. Segundo o documento, “entramos em uma situação absolutamente emergencial” (sic). Mas SP já saiu da “fase roxa” … Oportunistas e demagogos em explorar os climas emocionais, aspecto já tratado em nosso Site.

A palavra-talismã “saúde pública” passa por cima e anula todos os direitos individuais garantidos pela Constituição? Quem determina o que é “saúde pública“? O deputado?

***

Os climas emocionais, caldo de cultura para favorecer a esquerda

Recordamos a nossos leitores a importância para as esquerdas, para a midia, para a Revolução universal de criar e explorar os climas emocionais, na guerra psicológica revolucionária que o comunismo move, contra o Ocidente Cristão. A Pandemia do coronavírus, enquanto aproveitada pela esquerda, se encaixa perfeitamente nessa manobra inédita analisada pelo Prof. Plinio em seu livro Baldeação Ideológica Inadvertida e Diálogo.

Saúde Pública: um ponto de impressionabilidade

Escreve o Prof. Plinio: “Como ponto de partida, supõe o método, naqueles sobre os quais se aplicará, uma impressionabilidade especial quanto a determinado assunto”.  

* Na ordem dos problemas sociais, esse ponto de impressionabilidade será, por exemplo:  

– Uma injustiça flagrante, como pode haver em certos privilégios de classe;  

– Um risco particularmente temível, como o de uma revolução social;  

Uma desgraça presente, como a fome, ou a doença.”

Acrescentamos, é o que se dá com a criação do clima emocional na presente Pandemia.

É necessário também um ponto de apatia

Continua o Prof. Plinio:

“No início do processo o método supõe também, naqueles a quem se aplicará, um ponto de apatia ou de desprevenção simétrico com o ponto de impressionabilidade.”

Nesse fim de artigo, não queremos alongar sobre esse ponto ou melhor esses pontos de apatia no homem ocidental e cristão, no brasileiro de 2021, em particular.

A pandemia nos colheu com outras comorbidades psicológicas, mentais frutos dessa Revolução universal que corrói o Ocidente:

— dependência cega da mídia em tantos de nossos irmãos;

— o mau hábito de não analisar deixando-se levar por impressões superficiais;

— a omissão do Clero em mostrar que há valores inegociáveis como a Fé, a prática da Religião, a assistência aos moribundos que decorrem do Mandato divino: ide e evangelizai todos os povos.

***

Sem uma debilidade prévia jamais seria possível aos Maestros da Pandemia levar tão longe seu socialismo ditatorial … em nome de nossa “saúde”, da “ciência”, da “vida”.

São José de Anchieta, fundador da cidade de São Paulo, Nossa Senhora Aparecida coroada Rainha e Padroeira do Brasil nos livrem dessa manobra psicológica, emocional em que os Gestores da pandemia sabem navegar com o auxilio de GPS psicológicos talvez fornecidos por Bill Gates, Soros, Forum Mundial, ONU ou OMS — rumo à maior senzala da História: o Novo Normal.

(1) https://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/redacao/2021/04/21/alesp-aprova-projeto-que-exige-vacinacao-para-usar-transporte-pubico.htm

(2) https://www.terra.com.br/noticias/mundo/nova-york-lanca-passaporte-da-vacina-anti-covid,8b544e3c5bfca15b75b8aaf41e77c93bh1rpyi68.html

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta