Relatório escrito por dois comitês do Senado: Segurança Interna e Assuntos Governamentais, e o Departamento de Finanças expõe negociações entre o filho de Biden e empresários conectados ao regime chinês.

China (PCCh) prefere Biden

The Epoch Times, POR FRANK FANG 24 de setembro — “Robert Hunter Biden, filho do ex-vice-presidente dos EUA Joe Biden, ganhou milhões de dólares em “transações questionáveis” com cidadãos chineses ligados ao regime e às forças armadas chinesas, de acordo com um novo relatório do Congresso.”

Breve histórico

“Hunter Biden começou a desenvolver associações com cidadãos chineses a partir de pelo menos 2009, ano em que ele cofundou a empresa de investimentos e consultoria dos EUA Rosemont Seneca Partners. De acordo com o relatório, essas conexões financeiras “aceleraram enquanto seu pai era vice-presidente e continuaram depois que ele deixou o cargo”.”

“Os outros fundadores da Rosemont Seneca Partners foram Chris Heinz, enteado do ex-secretário de Estado dos EUA John Kerry, e Devon Archer, um dos parceiros de negócios de Hunter Biden.”

A resposta padrão das esquerdas em todo o mundo

“Em resposta, o porta-voz da campanha de Joe Biden, Andrew Bates, disse que o relatório do Senado estava usando os dólares dos contribuintes para lançar “um ataque fundado em uma teoria da conspiração de extrema direita há muito refutada”.

Empresários amigos de Pequim com laços em unidades militares chinesas

“Dois cidadãos chineses se tornaram proeminentes na rede financeira de Hunter Biden com a China: o caído em desgraça magnata do petróleo chinês Ye Jianming e o financista asiático Dong Gongwen. De acordo com o relatório, Dong era sócio comercial de Ye e executou transações para as empresas de Ye.

“Hunter Biden ganhou milhões com seu relacionamento com Ye e recebeu milhões das empresas de Dong, concluiu o relatório.

“Ye e seus associados tinham relacionamentos sólidos com as unidades militares da China, algumas das quais estavam envolvidas em questões de oposição direta à política dos EUA na região”, afirmou o relatório do Senado.”

Ye fundou o CEFC China Energy, um conglomerado de petróleo que faturou bilhões de dólares na Rússia, Europa Oriental e partes da África.

Ela se tornou a maior empresa petrolífera privada da China antes de ser pega na mira de Pequim em 2018. Ye foi colocado sob investigação em fevereiro de 2018 por “suspeita de crimes econômicos” e posteriormente detido. Seu paradeiro atual permanece desconhecido. Uma empresa estatal assumiu o controle do CEFC em março de 2018.

Entrosamento com militares chineses

“Além de práticas comerciais duvidosas, a empresa petrolífera contratou ex-quadros militares e alavancou essas conexões para progredir, de acordo com reportagens da mídia chinesa.

“Ye também atuou como secretário-geral adjunto da Associação Chinesa para Contatos Amigáveis ​​Internacionais (CAIFC) de 2003 a 2005.

“A associação é um grupo de frente para o antigo Departamento Político Geral (GPD) dos militares chineses, um órgão político dentro da Comissão Militar Central – a agência do Partido Comunista Chinês que controla os militares, de acordo com um relatório de 2018 publicado pela US-China Economic and Comissão de Revisão de Segurança (USCC). O GPD foi substituído por uma nova agência chamada Departamento de Trabalho Político em 2016.

De acordo com o USCC, o CAIFC é responsável por coletar informações e conduzir campanhas de propaganda e gerenciamento de percepção.

Transações financeiras com os Biden

O Relatório das Comissões do Senado prossegue: uma transação de “atividade financeira criminosa potencial” em agosto de 2017, quando a CEFC Infrastructure Investment (US) LLC, uma subsidiária da CEFC China Energy, enviou um pagamento de $ 100.000 para o escritório de advocacia de Hunter Biden em Washington, Owasco. Não está claro para que servia o dinheiro.”

“Outro incidente que o Senado identificou como “atividade criminosa financeira em potencial” ocorreu em setembro de 2017, quando Hunter Biden e Dong abriram uma linha de crédito em um banco em uma empresa chamada Hudson West III LLC.”

“O crédito foi disponibilizado para Hunter Biden, James Biden e a esposa de James Biden, Sara Biden. James Biden é irmão de Joe Biden.”

“Os Bidens subsequentemente usaram os cartões de crédito que abriram para comprar $ 101.291,46 em itens extravagantes, incluindo passagens aéreas e vários itens em lojas, farmácias, hotéis e restaurantes da Apple Inc.”, afirmou o relatório do Senado.”

***

Os dados continuam no artigo, os interessados em mais detalhes podem acessar diretamente a fonte.

Quanto a nós, queremos pôr em evidência, quanto Pequim está interessado na vitória de Biden e mostrar que as relações de vários da família com a China vêm de anos. China não dá ponto sem nó. As empresas ditas chinesas nunca são empresas livres como acontece no Ocidente e as entrosagens com militares chinos ficam patentem também nesse artigo.

Como bem afirmou em seu discurso na ONU o presidente Bolsonaro censurou a cristianofobia — prática comum na China — a violação dos direitos humanos com a perseguição de minorias étnicas. E, ainda apontou para nossas relações com países de alta tecnologia que respeitem as regras internacionais. A China do PCCh é campeã no ranking dos piores inimigos da Civilização Cristã.

***

Saibamos afirmar nossa soberania, nossa altivez, nossa independência. Somos ricos em agropecuária, em minérios, em rios, em florestas. Ademais ,inteligência, intuição e diplomacia fazem parte de nossa história.

Com os olhos postos no Cristo Redentor e Nossa Senhora Aparecida continuemos nosso caminho em defesa dos Valores Morais, do nosso solo, para que o Brasil alcance realizar sua missão de exemplo para o Mundo Livre.

Aliança com o PCCh é peculiar da esquerda: cá e lá a Oposição advoga as garras do PCCh no Ocidente.

Fonte: https://www.theepochtimes.com/senate-report-exposes-dealings-between-bidens-son-and-businessmen-connected-to-chinese-regime_3513028.html?utm_source=morningbriefnoe&utm_medium=email&utm_campaign=mb-2020-09-24

Deixe uma resposta