A China, controlada pelo PCCh, vem sofrendo importantes reveses no Mundo Livre. A pandemia do covid19 deitou sombras irremovíveis na sua conduta face ao vírus: desde o seu encobrimento inicial, a negação de transmissão humano a humano, às recusas em aceitar uma comissão internacional (com presença dos EUA) para investigar as origens do virus de Wuhan.

Seu ambicioso plano com a 5G Huawei continua sofrendo baixas em importantes Nações: EUA, Reino Unido, Austrália. Na Bélgica, coração da UE, na Suécia. O Brasil, também. Chegou a vez do Canadá.

Ocaso da Belt and Road Initiative

A China disse em junho que cerca de 60 por cento dos projetos sob o plano (Belt and Rodad Initiative) foram afetados de alguma forma pela crise de saúde global.

Canadá: Telus removerá rede 5G Huawei e se volta para o Ocidente

“A gigante das telecomunicações Telus diz que está removendo a Huawei Technologies Co. Ltd. de seu desenvolvimento de rede 5G no Canadá e vai contar com fabricantes de telecomunicações ocidentais, bem como com a Coreia do Sul para fornecer o equipamento de infraestrutura necessário, já que prevê que Ottawa acabará restringindo o uso de equipamentos da Huawei kit no Canadá.”

Nosso Site tem mostrado que o Canadá (apesar do governo liberal de esquerda de Trudeau) tem imposto restrições às ambições do PCCh: A prisão de Meng Wanzhou, executiva e filha do fundador da empresa de  telecomunicações Huawei,acusada de 13 casos de fraude e roubar informações confidenciais — seu processo de extradição para os EUA, a repressão e violação da liberdade em Hong Kong com a Lei de Segurança Nacional.

Aproveitando a Samsung, Ericson, Nokia

“A Telus se recusou a discutir publicamente sua decisão de arquivar a Huawei devido a razões competitivas, relatou o Globe and Mail em 23 de novembro. A empresa também diz que está sujeita a um acordo de sigilo com o Departamento de Inovação, Ciência e Desenvolvimento Econômico, que aloca o espectro sem fio para empresas de telecomunicações que lançam tecnologia 5G.”

A atualização de suas redes 5G em todo o Canadá, inclui “a Região da Capital Nacional – Ottawa, Ontário, Gatineau e Quebec – onde os departamentos de alta segurança, como o Banco do Canadá e RCMP estão baseados.”

“Estamos aproveitando vários fornecedores, incluindo Samsung, Ericsson e Nokia para atualizar nossas redes para 5G, e a Região da Capital Nacional é um mercado prioritário para nossa estratégia de implementação nacional”, disse o diretor de tecnologia Ibrahim Gedeon à Globe and Mail.

“Além disso, continuamos a seguir as orientações e atender a todos os requisitos de segurança do governo federal e reguladores.”


A preocupação com a segurança tem sido o principal argumento para banir a 5G Huawei de tantas Nações. As constantes denúncias de roubo de propriedade intelectual, suborno de cientistas, o fechamento do Consulado chinês em Houston, são outras tantas derrotas que o PCCh sofreu no Ocidente.

No Brasil, o governador Doria segue com sua opção preferencial pela China a ponto de estabelecer acordos comerciais, incluindo vacina contra a covid19, quando o governo federal estabelece seus laços de intercâmbio com a Universidade de Oxford. O falso Centrão e o PT têm suas preferências pelas garras chinesas (leia-se PCCh) no Brasil … e sabem por quê.

O Brasil será grande, com suas alianças no Mundo Livre, com seu empenho na defesa dos Valores Morais, dos fundamentos da Civilização Cristã, sobre os quais se edificu a nossa Pátria.

Fonte: https://www.theepochtimes.com/telus-to-remove-huawei-from-its-5g-network-development_3590805.html

Deixe uma resposta